É tempo de agradecer.

Cheguei nos 26! Pra mim que saí de casa há muito tempo, parece bem mais. Ufa! Já passei por tanta coisa que às vezes fico bobo com a quantidade de coragem que me dou todos os dias (mesmo me sabotando às vezes), “confio em você” “calma, não desespera” “não chora” (aconselho a todos a dizerem isso pra si mesmo todos os dias em voz alta — é terápico e ajuda muito), porque na real, antes das coisas ficarem boas, elas ficam muito ruins. Então, quando tiver ruim, mantenha a calma e se encoraje o tempo todo. É libertador.

É tempo de agradecer!

Agradecer ao ventre que me gerou, ao orixá que tomou, à doçura da mão de Oxum que me consagrou. Agradecer pela família que me dá força em tudo que preciso, aos amigos que mesmo longe se esforçam em suas limitações para estarem presentes e também aqueles que só me conhecem através das ondas da internet, mas fazem questão de permanecerem até mais perto do que muitos que convivem diariamente comigo.

Agradecer por ter um trabalho que adoro fazer, por estar me permitindo a conhecer coisas pelas quais eu não fui preparado pra conhecer. Agradecer por morar na cidade dos meus sonhos, por estar vivendo coisas novas todos os dias, conhecendo lugares lindos e desfrutando de tudo de mais belo que essa nova fase tem me proporcionado.

Agradecer ao sol, as nuvens quando chovem e depois me mostram o arco íris, ao chão que piso todos os dias quando acordo e que me lembra que a vida é tão curta e é pra debaixo dele que iremos um dia. Aproveitar sempre que estiver por cima. O tempo pode ser curto.

Agradecer por ter saúde e aprender que em meu corpo habita um espírito divino e ele merece que sua casa esteja sempre bem cuidada para que a minha também esteja. Agradecer por não levar culpa nenhuma pro travesseiro, por aprender a aceitar e respeitar o outro mesmo quando suas diferenças me incomodarem, a acreditar que o mundo pode ser mais justo e igual pra todos.

Agradecer por estar aqui, escrevendo esse textão e satisfeito com tudo que tenho feito até hoje.

Falta muito! Mas não quero “ser demais”. Nem de menos. Quero encontrar a dose certa. O sucesso está no equilíbrio.

Obrigado à todos pelas mensagens, telefonemas, vídeos, etc. Vamos juntos! Luz pra todos nós!

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.