Mais um ano se passou

Sem Imagens, Sem fru frus, como a vida é…

Daqui a pouco começam a pipocar os fogos de artifício e as retrospectivas em todo o canto, isso é normal e de certa forma é bem legal, o problema é quando meio que… Não rolou nada, já falei sobre vida adulta aqui, isso continua valendo, e por muitas vezes congelamos por causa dessas mudanças inevitáveis e indesejadas da vida e acabamos por assistir grandes períodos de tempo passando de forma passiva e sem aproveitar esse pouco tempo que nos é dado. Não, não estou estendendo o “Carpe Diem” ,mas de certa forma é verdade.
Não, não vou usar branco, não vou imaginar que 2016 vai ser o ano da minha vida nem vou fazer divagações de quão melhor estarei em dezembro de 2016, muito menos fazer alguma mandinga pra que algo aconteça. A tentativa é fazer com que algo aconteça independentemente do cosmos, de Deus ou de qualquer outra força no céu ou na terra que o ser humano acredite que seja poderosa, quero estar bem por mim, comigo e pra mim, pra depois tentar mudar um grão de areia que seja no mundo, mesmo que eu não tenha a menor ideia de como fazer isso.
Então, se sentiu vontade ou necessidade faça, fale logo, faça agora, sai essa semana, termine hoje, se faz mal: corte, se é tóxico: neutralize, por favor, não cometa o erro que eu cometi de deixar mais um ano se passar e te deixar lá… Exatamente no mesmo lugar.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Valbert Lourenço’s story.