Untitled

Tira de mim o nó que a vida fez

Perdoa os erros que cometi

E tudo o que não fiz

Quando pensava ser pra sempre

O sempre que dura até amanhã

Escuta a canção que eu fiz pra você ouvir

Enquanto eu engulo meu choro nesse mar

Faz da tua raiva um cais que eu te seguro pra não cair

Quero ir pra não voltar

Mas onde vou você é casa

Quero deixar a vida em paz

Apagar a dor do peito

Mas eu tenho fogo

De urgência

E não dá pra queimar a biblioteca da memória

Te fiz poesia e fui dormir depois das 3

Vou te ligar e dizer pra amarrar os sapatos

Que eu quero dançar com você, meu bem

Fiz café pra dois

Fiz a mesa pra você chegar

Vem

Perdoa minha agitação

Perdoa a falta de jeito e todo meu drama

É que eu aprendi a sentir sem por os pés no chão

E isso não sai

Like what you read? Give Leonardo Miguel a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.