Saudade

deixa eu te contá
que ocê tem olho de jabuticaba
brilhoso que só
dá até gosto de ver

carrega a saudade minha
que a saudade sua já mora aqui
a danada insiste 
quando ela me aperta, te quero

saudade

ce é caixinha de segredo
que eu nunca vou conseguir abrir
vive trancada dentro de si
e eu nem sei onde escondeu a chave

quer falar por meio do zói
morre de medo de abrir a boca
mas quando abre pra me beijar
já derreti

saudade

nunca foi tão difícil
é sempre prático
mas você chegou e deu reviravolta
e o que era, já nem faz sentido

eu fui la em fortaleza
senti uma saudade danada
tudo era seu rosto que eu via
e voce não acreditava em nada

só quero que saiba
que meu amor ta guardado no peito
seu mistério que cativou
se livra dele e vem buscar o que é seu
que ta aqui
te esperando

Like what you read? Give vamo de novo a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.