Me descobrindo…

Tenho percebido que a cada dia tenho me tornado uma pessoa diferente. À princípio, sair da zona de conforto gera um leve estranhamento, mas como sempre gostei de mudanças, isso tem um grande valor pra mim e sou grata por viver novas experiências, caminhos diferentes e principalmente ter a oportunidade de conhecer pessoas que só acrescentam nesse meu mundo particular de descobertas.
Aqui, será um espaço para debater todo e qualquer tipo de relacionamento abusivo, seja ele amoroso, profissional ou familiar, considerando que uma das partes tente exercer poder sobre a outra para se sentir importante. O ato de desvalorizar, ofender ou constranger o outro, jamais deve ser visto como: “Ah, esse jeito durão dele (a)” ou “Ele (a) tem outras qualidades e esse é um defeito” ou “Isso é coisa de chefe mesmo, tratar os funcionários assim”, isso se chama falta de respeito e não existe qualquer outra denominação para este tipo de tratamento. Todo esse comportamento machista e extremamente desrespeitoso tem que acabar.
É difícil assumir, mas depois que compreendi que vivi algumas situações inaceitáveis, hoje tenho a consciência de que mereço muito respeito, amor, carinho e dedicação.
E com todo esse aprendizado, antes de iniciar os textões ou resumos e detalhes de experiências vividas por mim e outras pessoas, quero agradecer a todos que me apoiaram e incentivaram esse projeto, mas especialmente à pessoa que me fez enxergar o quanto sou maravilhosa e merecedora desse amor e cuidado.
Para esta pessoa, existe até um selo de qualidade e pré-requisitos mínimos (lembram do vídeo da maravilhosa Jout Jout? Veja! ) que vou usar como padrão para identificar um Grande Exemplo e atitudes que fazem toda a diferença ao escolher alguém para fazer parte da nossa vida:
1) atencioso
2) carinhoso
3) dedicado
4) amigo
5) boa energia
6) parceiro
7) gentil
8) divertido
9) esforçado
10) fiel aos combinados do relacionamento
Caso você se identifique com os textos a seguir, faça um auto-questionamento ou converse com pessoas que se preocupam com você e busque mudanças o quanto antes para desviar desse caminho.

Essa será a primeira história comentando uma atitude absurda e completamente desnecessária:

Era um belo dia de sol, eu e meu namorado estávamos na praia sentados um ao lado do outro conversando com um amigo dele que estava sentado de frente pra gente. E é super normal qualquer mulher estar na praia e ajeitar o biquíni por estar fora da marca e foi o que eu fiz…

Do nada, percebi que ele estava bravo comigo e quando fui dar um beijo nele, ele tipo virava o rosto e eu não entendendo absolutamente nada!!!

Depois, quando o amigo dele foi embora ele veio falar que eu não tinha jeito mesmo e que eu gostava dos caras babando em mim por que com certeza eu tinha mostrado a buceta para o amigo dele de propósito e eu fiquei tipo o que????? Do que você tá falando????

Ai ele veio falar que eu ajeitei o biquíni e que o amigo ficou até sem graça depois que viu tudo e que ficou muito chato pra ele, inclusive por que o cara faria questão de contar para todos os outros amigos o que viu…e mais uma vez, eu achava que por causa da insegurança dele, era normal ele me tratar assim.

Então vamos lá…
NÃO, NÃO É, E NUNCA SERÁ NORMAL ESTE TIPO DE ATITUDE. Nós simplesmente não devemos permitir que alguém nos ofenda dessa maneira pelo simples fato de ser inseguro.
Se você se identificou, escreva seu comentário ou mande outras histórias e ajude outras pessoas a enxergarem todo esse machismo que impera até hoje e precisamos dar um basta nisso.
Show your support

Clapping shows how much you appreciated Blog’s story.