ETER 9 E A CIBERNÉTICA

A rede social utiliza a inteligência artificial para eternizar seus usuários.

Fonte: Site rede social Eter9, 2016.

A rede social Eter 9 promete dar “vida” eterna aos seus usuários, pois ao criar um perfil, automaticamente uma contraparte é acionada, ela aprenderá as ações, o humor, as publicações do usuário e continuará publicando mesmo quando ele não estiver online, ou até mesmo quando estiver morto.

Esta é a grande proposta do site, uma rede social capaz de eternizar e manter a pessoa de certa forma viva e ativa no mundo virtual.

Eter quer dizer eternidade e 9 representa “Cloud 9” que é um estado de felicidade extrema.

A contraparte não é nada mais do que um robô virtual, um software muito bem programado para copiar o perfil e o gosto do usuário.

Fonte: Arquivo pessoal/ Vanessa Massoni, Files.

Neste contexto pode-se fazer uma analogia com o que Norbert Wiener estudava, já que ele acabou causando questionamentos acerca das diferenças possíveis dentro da tecnologia e da cibernética entre homem e máquina, pois influenciou a ideia de que os homens poderiam ser substituídos por máquinas, criando assim, uma distopia.

Eter 9 sem dúvida alguma, é capaz de substituir o homem, por meio de sua complexa programação e controle.

A contraparte não cria-se sozinho, obviamente, pois foram necessários programadores e posteriormente, usuários da rede, mas esta rede social é tão perturbante e ao mesmo tempo tão atrativa porque consegue fazer com que seres virtuais, ou então, seres que são frutos de interações entre humanos nasçam sozinhos, estes são chamados de Niners.

Estes Niners criam-se superficialmente do nada, por meio do módulo chamado Genesis 9 (G9) e podem ser adotados, são como bebês a espera de uma interação, que, se não existir acaba por eliminá-los.

Fonte: Arquivo pessoal/ Vanessa Massoni, Files.

Para Wiener a força que pode ameaçar a sociedade é a falta de circulação de informações, a entropia, assim, pode-se afirmar que a Eter 9 delimita as barreiras comunicacionais ao publicar, compartilhar informações e acontecimentos 24 horas por dia, pois a falta de conexão com a internet, por exemplo, não será um problema para as contrapartes, visto que elas não necessitam da total interação humana, basta que sejam acionadas.

A Eter 9 poderia sim terminar com este tipo de entropia, com as barreiras, pois é uma solução, ainda que virtual, já que é capaz de interagir com o meio, a partir de computadores e softwares, previamente programados por humanos, que facilitam a interação social.

Neste sentido, as máquinas podem sim, substituir o homem, mas é impossível não sentir receio diante desta constatação, pois:

Se as máquinas substituem até mesmo as ações humanas, será possível também ultrapassar os humanos e a partir disto controlá-los?

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Vanessa Massoni’s story.