Mulheres, sexualidade e relações de poder
Sapataria Radical
531

A bifobia está justamente em acreditar que quando um mulher bi se relaciona com outra mulher ela passa a ser lésbica e quando se relaciona com homens passa a ser hetero. A bifobia está justamente ai, no fato de nagar a binaridade sexual dessas pessoas. ela(e) continuará sendo bi se relacionando com homens ou com mulheres! nós mulheres lésbica e bi somos hiperssexualizadas, somos feitas de fetiche para macho! e não tem porque separar nossas lutas, segregação só gera mais opressão, precisamos unificar nossas causas,não há essa de quem sofre mais ou menos toda sigla LGBT sofre opressão e quando se trata de mulheres é ainda pior independente de serem lésbicas,bi ou trans. somos mulheres e sofremos em diversas escalas. para falar de lesbofobia não é necessário nos comparar a mulheres bi. seu discurso soa discriminatório. sou uma mulher lésbica e militante, mas não concordo com seu pensamento. temos que nos unir ao invés de ficar “comparando nossas dores.”

“ A primeira falha na classificação de bifobia como opressão é a ausência de um grupo social específico sobre o qual ela recairia.” como assim não existe? acho que você precisa rever seus conceitos diante dos nossos “colegas” bi!

“existem especificidades pelas quais só mulheres bissexuais passam, sim, mas elas não configuram uma relação de opressão e exploração específica.” como assim não são opressão? qualquer individuo que fuja do padrão heteronormativo será oprimido! QUALQUER! toda sigla LGBT sofre com os padrões de gênero e sexualidade. enfim…

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.