Entre prazos

Aos 28 anos de idade finalizei o mestrado emplacando mais uma vitória daquelas que nomeei impossíveis como: concluir o ensino médio, faculdade pública, casar na igreja, publicar um artigo, ter uma filha e constituir família. E para cada uma das vitórias fui bombardeada pelos prazos: Vc tem que ir pra faculdade! Tem que entregar relatório! Olha o prazo do pibic! Ei vc desperiodizou? Corre que ta ficando velha! Casou e não tem filho? Te cuida pra não passar do tempo! Teve filho e quer doutorado? Corre pra não ficar sem ritmo! Uma pesquisa realizada em universidades em Michigan observou que:

A prevalência estimada de qualquer transtorno de depressão ou ansiedade foi de 15,6% para alunos de graduação e 13,0% para estudantes de pós-graduação, de estudantes e alunos 54% relacionados com o estresse causado pelos prazos.

Não é de assustar como podemos ser escravos do tempo por preocupação nem sempre sensata sobre o futuro? Apesar de assustador ninguém chegou tão longe sem prazos. Eles são responsáveis pela maior parte de tudo que tenho agora. Em outras palavras ... o prazo mostra que não devo parar e cada prazo cumprido serviu para mostrar que tanto mais eu faço, mais eu posso fazer.

No entanto, os mesmos prazos que me tiraram á força da licença maternidade pós cesariana causando quebra de resguardo e assolando em mim um sentimento de desespero com o tempo, me fez observar o que é qualidade do tempo.

Tenho uma filha de 3 meses hoje, tempo de qualidade é quase impossível afinal tenho que escolher a quem servir. E foi nessa situação que decidi: -chega de ser refém dos prazos! O que eu quero agora é tempo de qualidade. Essa decisão implica em decidir a qual prioridade devo me dedicar e RESOLVER fazer o melhor fornecedor de memórias pelo qual vou me orgulhar para todo semper.

Atrasou na faculdade? Tira o pé do acelerador e aproveita para fazer uma extensão ou estágio remunerado que vc goste!

Atrasou no mestrado? Tá sem resultado positivo? Negativo tbm é resultado!

A família como vai? Não há lembra da última vez que produziu memórias felizes ... Se o foco for academico está no caminho certo, se para ser feliz cogite uma mudança de rumo.

No fim de tudo ... vc vê objetivos cumpridos nos prazos para o trabalho, mas que foi o tempo de qualidade que viveu como o trouxeram como melhores lembranças.

RESPIRE & INSPIRE-SE prazos e tempo de qualidade podem ser seus melhores aliados, estresse e depressão são ventos que indicam uma hora de baixar uma vela e analisar onde está, para onde quer ir e como quer estar!

Like what you read? Give Vanessa Gomes a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.