Prazer, Vanessa.

Olá, tudo bem? Me chamo Vanessa, tenho 25 anos, sou formada em Gestão Pública pela UFRJ, atualmente trabalho na área comercial da Telefônica Vivo e também sou cantora de karaokê nas horas vagas. Vou contar um pouquinho da minha história e do porque escrevo esta letter of intent. Persistência é a palavra que vem na cabeça dos meus familiares quando eu pergunto o que mais é marcante na minha personalidade. Contarei a seguir o porquê. Há exatos 4 anos atrás, eu estava num momento como esse, pleiteando uma vaga no primeiro estágio. Empresa de energia, bem tradicional. Mais da metade dos estagiários engenheiros. Eu tinha alguns motivos pra achar que não tinha chance, mas, como queria muito fazer estágio ali, não seria fácil me convencer a desistir. Na primeira entrevista do processo seletivo, o gestor me disse que não poderia seguir com a entrevista, pois o curso não constava na lista dos “pré requisitos” para concorrer as vagas. Naquele momento, eu tinha duas opções: ou voltaria pra casa, perdendo meus “suados” 8 reais de passagem, ou brigava por aquela vaga. Optei pela última. Falei pra ele que eu só sairia da sala depois que ele me deixasse explicar qual era o diferencial da minha graduação em Gestão Pública e porque ele deveria me contratar. Fui contratada. Primeira aluna do curso de gestão pública a realizar um estágio fora da universidade. O curso existia há somente 5 anos e eu sabia que nada seria fácil. Entretanto, eram esses desafios que me motivavam e motivam até hoje. Os desafios sempre estão nos problemas e cabe a mim enfrentá-los e resolvê-los. Essa é a parte divertida.
Após 1 ano estagiando na Eletrobrás, resolvi diversificar minha experiência e busquei uma oportunidade no setor privado. Fui novamente a primeira aluna do curso a entrar numa multinacional. Não tinha francês fluente mas fui aprender. Me tornei estagiária de finanças da Peugeot Citroën, num dos anos onde o Brasil passava por uma árdua crise econômica. Trabalhar com projetos de redução de custos nestas condições econômicas, faz do trabalho em finanças um desafio imenso. No final do estágio, pude realizar alguns projetos para a área de inteligência de mercado e ali conheci o marketing. Paixão a primeira vista! Nesse momento, lembrei da minha infância, onde eu fazia minhas próprias fantasias de papel pro carnaval e criava lembrancinhas para dar no natal, afinal, dinheiro era algo que eu não tinha. Acabei levando muito tempo para perceber que o marketing era a área que eu deveria ter seguido desde o início. Mas, nada me impediu de correr atrás para tornar o sonho de trabalhar com marketing uma realidade. Hoje em dia sou pós graduada em Marketing pelo Instituto Coppead UFRJ e estudante de MBA em Gestão de Negócios em Ambientes Digitais. Mês passado, convenci os meus gestores de que absolutamente todo o nosso parque de lojas deveria estar nas redes sociais. Coloquei as 1500 lojas da Vivo nas plataformas do Google e Facebook, para ampliar nossos canais de comunicação com os clientes. Sinto muito orgulho de ter sido dona desse projeto e ter conseguido obter bons resultados.
Mas… e afinal, por que estou aqui? Como filha de uma enfermeira que se formou aos 40 anos com o propósito de cuidar das pessoas e melhorar o mundo, quero trabalhar numa empresa que cuida do mundo. Quero ser trainee numa empresa que impacta e faz parte do dia a dia de mais de 1 bilhão de pessoas. Quero fazer parte do time J&J para inspirar pessoas a fazerem do mundo um lugar melhor para se viver. Acredito que o meu propósito de vida é este. Melhorar o mundo para as próximas gerações. Quero atingir este objetivo junto com vocês!