https://www.youtube.com/watch?v=vUsnJ9jlwns

19 anos de Hey Arnold. Era meu desenho preferido quando mais nova, que infelizmente não vingou tanto quanto o do irmão de seu desenhista, Craig Bartlett, Matt Groening.
Ao mesmo tempo que profundava diversas temáticas que de certa forma amadureciam as reflexões da gurizadinha para outros temas, outras deixava a desejar em outros — o único personagem negro entre os principais era o Gerald, mais a sua familia que namorava a Phoebe, que era oriental, num bairro que supostamente era uma mescla de Brooklyn com outras cidades. Mas em geral, são coisas super sutis feitas justamente pras pintas questionarem.
Hoje, se eu tivesse que dar uma aula pro ensino fundamental sobre direito a cidade, certo que eu pegava o filme da série, no qual a problemática gira em torno da gentrificação do bairro e a sua venda para a construção de um shopping center no local e da gurizada se organizando pra resistir.

Like what you read? Give Barçalves Gonbara a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.