Se afasta.

Mudei a rota. Dei voz ao meu coração.

Se afasta vai, não sou mais a menininha que você dividia cigarros.

Se afasta, que conheço teus passos.

Se afasta, meu cronograma boêmio mudou.

Se afasta e nem me olha, seu olhar é raso e igual para todas.

Se afasta vai, nenhum dos teus elogios rasos e repetidos vai me agraciar.

Se afasta vai, você secou meu rio e duvidou da minha capacidade de amar a liberdade.

Se afasta vai, você achou que era o último na minha vida e na dela?

Se afasta, minhas músicas chegaram bem antes de você .

Se afasta, todos os poemas que me apresentar

eu já conheço.

Se afasta e para com esses papos de conexão. Chega!

Se afasta e nem vem com essa coisas de que não era nosso tempo.

Se afasta e assume teu ego.

Tua falta de maturidade. Teu peso.

Se afasta, já não quero saber qual é próxima pauta.

Se afasta, pois não vou te convidar mais para irmos naquele show.

Se afasta, sua política é tão rasa quanto seu grito entalado.

Se afasta, eu não quero saber se você vai ou não ao bar e lá você vem com uma caminhão de desculpas.

Se afasta, se limpa. Aprende a viver.

Se afasta, pois muito ajuda quem é sincero até com a dor.

Se afasta, pois eu seu jogo acabou. Não vai ter segundo turno.

Se afasta, pois teu abraço ficou muito apertado.

Se afasta, pois sua risada já não é tão sincera assim.

Se afasta, pois teu olhar entrou tudo.

Teu silencio gratuito, gritou.

Tuas migalhas me entalou.

Se afasta, pois estou longe que me cansa

só de pensar em olhar para trás.