2016 e o planejamento reverso.

por Paulo Ancona Lopez

Acabou 2015. Na prática nada de muito importante vai acontecer nas empresas até que o ano de 2016 de fato comece, não em termos de calendário e sim como reinício dos negócios.

Dias de poucas decisões e por isso mesmo ideais para exercer o famoso chavão de “ano novo, vida nova”. Mas que tal fazer isso de uma forma um pouco diferente?

Normalmente preferimos “zerar” o passado e projetar que o novo ano vai começar de um jeito que o passado fique para trás.Errado !

Se queremos fazer mais e melhor devemos projetar 2016 a partir do que não fizemos em 2015 e nessa análise vale incluir o que havia ficado de 2014.

Planejar de forma reversa 2016, significa voltar nossos olhos para os erros, as estratégias mal definidas ou não aplicadas, as ações e tarefas não cumpridas e à partir delas reverter os erros para, aí sim pensar o novo. O caminho de melhoria de uma empresa começa pela sorte de se deparar com os erros e à partir deles implantar as mudanças.

Vale a pena chamar os funcionários e parceiros para, num jogo franco e honesto, colocar as cartas na mesa, sem auto defesas e com o espírito aberto a criticas e sugestões.

Reflexões que nos levem aos erros e problemas passados, são o maior presente que podemos receber no final de um ano. São eles que, à partir de uma auto crítica sincera, irão nos permitir melhores resultados.

O olhar reverso, por isso mesmo, não significa impedir a inovação ou as mudanças de rumo. Pelo contrário, significa olhar para o registro do seu GPS e poder avaliar as rotas erradas de forma aprender outras mais rápidas e mais seguras.

Vamos aproveitar a nossa própria história passada para a construção de um nova. Esse é o melhor caminho para um Feliz Ano Novo !

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Vecchi Ancona’s story.