Cuéllar se reúne com empresários para ouvir propostas do exterior

Colombiano teve encontro com agentes que têm boa entrada no futebol internacional, como Magrão, Márcio Bittencourt e Rafael Scheidt

Por Venê Casagrande

“Se eu pudesse, jogaria a vida toda no Flamengo, até me aposentar."

Essas foram as palavras de Cuéllar antes de assinar a renovação de contrato com o Flamengo até 2022. Porém, longe das lentes, as atitudes não correspondem com o discurso. Nos últimos dias, o volante se reuniu com empresários "alternativos" para ouvir propostas do exterior.

Na última semana, Cuéllar se reuniu com o ex-jogador Magrão, agente que tem muita "entrada" no Mundo Árabe e que trouxe uma proposta para Rodrigo Dourado, recusada pelo Internacional, como publicado pelo Globoesporte.com. A janela na Arábia fecha no próximo dia 23. O empresário Márcio Bittencourt, que já tentou levar o colombiano para o futebol mexicano, também esteve presente e não descarta uma nova cartada futuramente. A pauta do encontro foi uma possível saída do jogador do Flamengo mesmo com contrato recém-renovado.

Nesta segunda-feira (20), dia de folga para os rubro-negros, Cuéllar almoçou com o ex-atleta Scheidt, empresário com forte conhecimento na China. No bate-papo, o volante disse que gostaria de sair do Flamengo, mas, no ponto de vista do agente, a tarefa não vai ser fácil pois o atleta vive grande fase no clube e a diretoria dificilmente vai aceitar cedê-lo por menos do valor da multa rescisória, que gira em torno de 70 milhões de euros. A assessoria do atleta, entretanto, nega que ele queira sair do Flamengo.

Scheidt vai buscar propostas para Cuéllar e, em seguida, apresentar ao Flamengo. A ideia é tentar a saída do jogador em janeiro. Atualmente, o colombiano tem salário de R$ 250 mil e, a partir de 2021, sobe para R$ 275 mil. Vale ressaltar que o atleta ainda recebeu R$ 800 mil de luvas na renovação, sendo que a metade foi paga à vista a pedido do jogador e autorizado pelo presidente Eduardo Bandeira de Mello.

O Flamengo, entretanto, não recebeu contatos oficiais de empresários ou clubes interessados em uma possível contratação de Cuéllar. Para a diretoria, o volante continua performando normalmente, dentro e fora de campo. O único "atrito" aconteceu quando o jogador reclamou de tributos no segundo salário recebido pós-renovação de contrato.

*Matéria editada às 23h58 do dia 20 de agosto.