Faça a diferença: a importância do exemplo na educação moral e ética

Ética e moral são assuntos diferentes, porém inteligados. De modo simplificado e aproximado de nosso dia a dia, Mário Sérgio Cortella define ética como o conjunto de princípios e valores de uma pessoa que serve para orientar as suas condutas. Já moral é a pratica de suas condutas éticas. Por exemplo: temos um princípio ético: Não pegar o que não nos pertence. Nosso comportamento Moral é se roubamos ou não. Decisões como essa estão sempre presentes em nosso cotidiano e afetam a nossa vida e a de quem está ao nosso redor: podemos perceber isso pelo atual momento político do país. Nosso exemplo pode servir para educar ou para perpetuar comportamentos inadequados, pois o ser humano aprende principalmente pela imitação de comportamentos dos seus semelhantes.

O vídeo abaixo demonstra uma situação onde nossa ética e moral são postas em prática: os sujeitos devem decidir se pagam ou não pelo produto. Uma decisão simples, mas repleta de consequências.

O vídeo discute também valores como a honestidade e questiona a existência da corrupção, pois elas estão diretamente relacionadas com a ética e moral, sendo a honestidade característica de um sujeito ético e a corrupção fruto de pequenas transgressões cometidas por todos os membros de uma sociedade. Em outras palavras, há uma tolerância da corrupção nas sociedades, na medida em que consideramos como um valor moral universal a honestidade e a cobramos de outras pessoas, mas agimos de maneira desonesta quando a situação nos convém.

Para a psicologia, a noção de moral é construída ao longo de nosso desenvolvimento: aprendemos muito mais pelo exemplo do que por lições ou sermões. A verdadeira consciência moral autônoma deve ser construída através de interações nas quais prevaleçam o respeito mútuo e a cooperação. Desta forma, fica a reflexão: diante da situação política brasileira, surge a esperança de que mudanças ocorram e de que o país vivencie uma nova fase. Acontecimentos como a votação do impeachment suscitam questionamentos sobre valores morais e princípios éticos humanos. Se cada um fizer a sua parte, todos podemos contribuir para alcançar a sociedade que desejamos. Seja você a diferença!

FONTE:

FILGUEIRAS, Fernando. A tolerância à corrupção no Brasil: uma antinomia entre normas morais e prática social. Opin. Publica, Campinas , v. 15, n. 2, p. 386–421, Nov. 2009.

MAYA, Juliana Magano. Ética e Moral. Revista Maiêutica — Curso de Ciências Contábeis, Brasil,v.1,n.1,p.43–46, jan.2014.

SAMPAIO, Leonardo Rodrigues.A psicologia e a educação moral. Psicologia, Ciência e Profissão, Brasília, v.27, n.4, p.584–595,set.2007.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.