Perseverar é preciso!

Acordei bem cedo hoje

Com poucas, mas ideias novas na cabeça

Tomei um café frio

Não tinha nada a mais que eu mereça

Tomei um banho

Escovei os dentes

E naquele espelho eu vi

A única pessoa que podia fazer diferente

A caminho do trabalho

Ouvi as mesmas músicas nesse meu circuito matinal

Então me deu uma dor no peito

Parei e sentei, poderia ser algum tipo de sinal

E naquele banco de cimento, caí

Apoiado pela mão

Uma dor no braço eu senti

Uma senhora em pânico

Nada pôde fazer

Ao me ver ali

A música ainda tocava

Conseguia respirar normalmente

Apenas meus olhos se fechavam

Pois minha mente aberta

Ainda tentava persistir…

Com aparelhos me reanimavam

Familiares rezavam para poderes além da física

Pois se ali eu morresse

Era só um a mais na estatística

Na hora que acordei naquela cama

Todos, assustados me olhavam

E bem devagar comecei a retirar

As agulhas que no meu corpo estavam

Enfermeiras me olharam torto quando levantei da cama

Parecia que tinha havido um desastre

Quando na verdade, ali naquele quarto

Todos presenciaram um milagre

E de repente, fizeram para mim um sinal com a mão

Eu, um pouco lerdo

Não prestei atenção

Quando reconheci meu pai

Vi que algo ali atrás o prendia a atenção

Então, com um pouco de dor nas costas

Por conta de uma torção

Virei novamente para a cama

E me apoiei no colchão

E com água nos olhos

Percebi que havia uma televisão

Uma final de copa do mundo

Um gol narrado pelo Galvão

Caí em lágrimas

O Brasil era hexacampeão

Com um gol de barriga

Do Leandro Damião!

. Victor Lopes M.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.