quero um Deus

quero um Deus

que me seja permanente

e palpável

de lábios carnudos

e olhar displicente

que me toque as mãos

e os pés simultaneamente

quero um Deus saboroso

um Deus fruto

de meu atingível

um Deus propagado

na atmosfera íntima

de dois corpos

que me afague

em todos os seus braços

pernas

cabeças e sentidos

quero um Deus

de singularidade plural

um Deus interrompido

por minhas contradições

que se situe

que o faça logo

quero um Deus

que me doa o necessário

um Deus que aja

e que haja

um Deus completo

em sua amplitude

sem vias mal sujas

de propaganda e ressurreição

quero um Deus de graça

quero um Deus presente

em toda sua virtude

e piedade

um Deus

beijo-abraço-divino-apertado

que me penetre

e que todo me alcance

um Deus que assim seja

quero um Deus

por assim dizer

que me ouça

e que me escute

um Deus que acompanhe

minha rotina por divertimento

conceitual

que me arranque

por enquanto

desse lugar comum

que me socorra

sem que ocorra alarde

um Deus purificado

para assim me ser

um Deus verdadeiro

ou à mim corrupto

quero um Deus sem imposto

que respeite minha solidão

quero um Deus de acordo

um Deus Senhor do Tempo

para o presente

destoar

quero um Deus que tudo saiba

e não me diga

Like what you read? Give Victor Faria a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.