Impossível Escrever Sobre Nada

Como é se apaixonar por uma ex-global?

É como ver sua ideologia ir por água abaixo, pois, você sabe que essa moça que você acha tão bonita, pode ser uma reacionária. — E outra, você não tem o dinheiro que ela tem. — Você é só um deficiente, deprimido e quebrado!

Mas preciso desabafar, até porque, o cigarro e os poemas, não estão adiantando nada para acabar minha falta de ar.

Quem é de direita, também, está metendo o pau no Temer, mas ninguém sabe, se ela gosta da burguesia e da riqueza material. — E você têm em mente, o que a Globo fez durante a ditadura militar?— APOIOU aquela merda!

É como você aguentar a mesma tortura que você sofreu durante dez anos num colégio militar.

Faço um paralelo:

É bonita por dentro, você pode olhar as professoras gatas pelo vidro das salas de aula, sorrir e, ir embora. — Mas quando você entra na sua sala, você ouve que o capitalismo salvou a economia e, que, na época da Ditadura, a educação pública era melhor que a particular. — E também, quando você tenta fazer amigos, você é ferido até sangrar.

E como prêmio, você não ganha um diploma de bem comportado, mas sim, um mijo na tua cara.

Hoje, meu sangue revolucionário é aberto e tem muito amor. — Até porque, adolescentes tem a condição de ser inteligente, à matar pelo o que acredita!

Se apaixonar por uma jornalista que já trabalhou numa emissora reacionária pode fazer o término se tornar televisionado e, polêmico. — Eu sou muito quieto pra essas coisas. — Até porque, sua vida privada some quando você vira uma pessoa pública.

Ela não deve saber que todo mundo vai morrer um dia e, não adianta tanta repressão e falta de liberdade. — No colégio, te tapam os olhos e, te fazem amar burgueses. — Não quero outra lavagem cerebral!

Porque ontem, eu aguentava calado todas essas coisas. — Mas hoje, meu coração sangra e pulsa como um cavalo em busca de liberdade!

Tenho que sempre desobedecer e nunca reverenciar.

Reverenciar dói. — E te deixa marcas de preconceito, desamor e prisão!

Hoje, o sangue escorre, mas apenas, arde!

Você pode ser bonita, mas quero voltar pra solidão e tomar os comprimidos sem receita com álcool para preencher meu vazio.

E os concertos dessa noite, vão apagar às luzes e, te fazer ver que tudo é de mentira e artificial. — Como a imagem que tenho de você!

Para: Sibyl Vane.

‘’Se você não sabe onde ir e nem quem é. Então, é Rock n’ Roll’’. Pitalchen)

Like what you read? Give Victor Gonçalves a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.