Secretáaria!

Eu custei muito à ver a parte que o Amado Batista diz no Programa do Porchat:

‘’Eu prefiro a Ditadura do que essa anarquia que está hoje!’’

O que é uma Anarquia.

No México disseram, uma vez:

‘’Se y gobierno soy contra’’.

Enfim, monarquia, Amado. — É um país sem Estado. Sem Governo!

Sério, se o Brasil estivesse numa anarquia, eu ia sair na rua pelado às 12:00 e, jogar bombas de efeito moral na casa da família do meu pai.

Realmente, Amado, a anarquia pode ser ruim. — Mas, ainda estamos numa República, se você não sabe.

Você conhece mesmo os comunistas que estavam na livraria que você trabalhava?

Velho, primeiro, você pra não ser preso pela Ditadura, cogitou expulsar os comunistas de uma livraria. — Não fode, Amado. Não fode!

Chega a doer em mim que sou escritor. — Uma pessoa falar isso!

Pra você ver como o Dops era injusto, né? — Eles te torturaram mesmo você não tendo nada a ver com os comunistas que estavam lendo o livro do Che Guevara.

Eu não estranho o fato de você ser à favor da Ditadura, mesmo sendo torturado. — Conheço pessoas com esse pensamento. Colegas meus, escritores, inclusive. Isso é frequente.

Mas Amado, o argumento que você usou é boçal!

Che Guevara é Fidel Castro?!

Essa é a melhor parte da entrevista, onde ele confunde Che Guevara com Fidel.

‘’Ah, os bandidos estavam lendo Che Guevara pra tomar o país à força, igual ele fez em Cuba’’.

Amado, meu velho… — Che Guevara, não é Fidel! — Você precisa voltar pra escola.

Quem foi Che Guevara?

Che Guevara foi um revolucionário Argentino, que lutou pelos interesses do G-5 em Cuba. — Ele revolucionou Cuba e a Argentina evitando que os dois países entrassem num regime ditatorial!

Quem foi Fidel Castro?

Esse sim, era filho da puta. — Um ditador que fez Cuba se tornar uma guerrilha ditatorial, novamente. Na época de Fidel, as pessoas pobres ficavam mais pobres e os ricos, idem. — Porque, ele cortava os gastos dos bancos.

Além de ter diminuído 30% dos gastos da saúde e 40% da Educação…

Isso está me lembrando alguém e alguns casos que aconteceram aqui no Brasil…

Isso mesmo! O Médici, fez a mesma coisa aqui no Brasil, nos casos Buc e Rio-Sul, pra fazer uma ponte que liga o ‘’cu ao caralho’’! (Ponte Trans-Amazônica).

Aprendeu, Amado?

Obs: Na verdade, a ponte ligaria a Amazonas à Minas Gerais.

Você disse, que a esquerda, tentava tomar o país à força, não é?

Pois então, o quê os militares fizeram quando depôs o João Goulart do poder? — Fodi sua cabeça agora, não é?

Houveram estupros e mortes no lado da esquerda? Como você mesmo disse?

Sim, não nego! Mas, não se acaba a Ditadura com uma música do John Lennon, meu filho. — Então, a esquerda, tinha que ir até as últimas consequências para lutar por esse país.

E uma outra pergunta que eu lhe faço:

Você mereceu ser torturado? Como você disse?

Lógico que não! Ninguém merece ser torturado! Seja pelo pai ou, seja pela ditadura. A gente tem de sempre se defender! E pelo o que você disse, você não estava fazendo nada. Então, menos ainda.

O Brasil vai virar Cuba?

Lógico que não, velho! Tá maluco?! A gente não tá em uma ditadura de esquerda, a gente tem três ou, quatro Tv’s nas casas de todo mundo, aqui tem TV à cabo e, ninguém nos proíbe de usar a internet de modo intelectual.

Olha, Amado, eu fiquei bem puto com você, mas o quê esperar de um cara que põe no subtítulo de uma música: (Assédio Sexual)?! — É por isso, que eu, não esperava nada de você.

Eu também, já errei. Inclusive, cometi assédio sexual aos 10 anos. - E também, fiz coisas em legítima defesa, porém, coisas horríveis com a minha mãe.

Mas eu tenho uma diferença enorme de você, sabia?

Eu assumo as merdas que eu falo e faço;

Me arrependo;

E também, não cometo esses erros, novamente!

Já você, canta em todo show, que você assediou uma secretária.

Dar ideia, é uma coisa. Mas se você sentiu medo de ser confundido com assédio, é porque alguma outra intenção você queria com essa moça. — Só não fez, pois, milagrosamente seu bom senso acendeu!

Eu já dei ideia numa secretária, também, mas vou colocar em três tópicos:

1°: Ela era bem mais velha que eu. Tinha 27 anos.

2°: Eu gostava dela. Nunca iria fazer nada!

3°: E por essas razões, não senti medo algum de que fosse um assédio.

Enfim, você já é um homem vivido e já está velho. — Não precisa falar essas bostas pra se promover e dar uma de intelectual de direita.

Pára que tá feio, Senhor Amado Batista.

Tá aqui essa parte maldita:

E se você não aprendeu nada. Deixa que as imagens lhe expliquem:

Este homem é Fidel Castro. — E ele, não me representa! Fodeu com o nome da esquerda.

Esse é Che Guevara. — Esse sim, me representa! Pois, lutou pela liberdade de um povo sofrido.

Like what you read? Give Victor Gonçalves a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.