EU TENHO AMOR MAS A FÉ É POUCA

A Deusa, a terra

a feitiçaria tão antiga

foi anteontem.

Sempre contaram-se os astros

sempre cantaram as estrelas

e desde que houve alguém para ouvi-las

o céu decifraram.

O que eu sei hoje

souberam meus antepassados.

Sempre mediram a natureza

sempre rasgaram os corpos.

Sempre me contaram histórias

do início do mundo

onde ninguém lá esteve

mas todos sabiam

a terra do começo ao fim.

O apagar da memória dos povos

com o passado, o rompimento

o filho ingrato

o poder que almejam os Homens

é hoje a sina de cada ser

sua perdição.

Caminho esquecido

o passado é impossível

o futuro, implacável

o Homem fez voltar para a infância.

Ainda sabem

o que souberam meus antepassados

escolheram não lembrar.

22/08/17