O IMPORTANTE É COLOCAR AS COISAS NO LUGAR

À menina de quatro anos atrás

Minha pequena,

Hoje te escrevo para que não se sinta só nessa nova fase. A vida, os sentimentos e os pensamentos andam meio bagunçados e tudo bem, não precisa pirar. Queria que você se sentisse amada, amada por si mesma, que tapasse os ouvidos para as bobagens alheias. Que se olhasse no espelho e valorizasse essa menina encantadora que habita em você. Não tenha medo do que está por vir, um coração bobo como o seu não tem culpa de se apaixonar por um garoto espertinho. Te prometo que no fim tudo vai dar certo. Você vai encontrar outros amores, alguns mais intensos que outros. Como o seu melhor amigo, que mesmo sem perceber vai te roubar para si, e se quer um conselho, respira fundo e aguenta o baque — vocês já não são mais amigos aqui no futuro. Você se apaixonou por ele e ele por outra pessoa. Um ano depois você arranjou um namorado — puro desastre vale salientar -, vocês começaram a se afastar, você ‘esqueceu’ de retornar as ligações dele e quando se deu conta, cada um já estava vivendo sua própria vida. Não precisa segurar as lágrimas, amizades são desfeitas o tempo todo e te garanto que hoje só nos restam boas lembranças.

Queria te dizer que você vai sobreviver à todas essas mudanças de humor e de sentimentos. Uma paixonite aqui, outra paixonite ali e você vai vivendo. Que coração preguiçoso esse teu menina, se contenta com tão pouco. Um dia você vai me agradecer por ter terminado aquele namoro. Respira mais uma vez que o amor da tua vida te espera aqui. As amizades que fez nesse meio tempo? Já não estão mais presentes. Nenhuma delas, só pra constar. E no fundo, tudo bem, porque você conheceu outras pessoas e os seus antigos amigos fizeram novos amigos, e esse é o ciclo da vida. Compreenda. Sei que os dias andam meio nublados por ai, mas não se desespere, você é só mais uma adolescente tentando encontrar um caminho. Sei que não posso te visitar, mesmo assim te aviso desde já que muitos abraços vão fazer falta. Você devia sorrir mais, abraçar seus pais e agradecer por tudo que tem. Você anda gastando tempo demais reclamando.

Mas eu preciso confessar, daqui sinto uma saudade enorme de você. Dessa tua ingenuidade. Desse coração mole de criança, desse sorriso que não sai fácil, mas que quando brota ilumina até a alma. Sinto saudade dessa tua entrega. Você finalmente encontrou o seu caminho e descobriu que ainda ama além da conta. Já não reclama como antes, preferiu começar a agradecer e viu muita coisa boa acontecer depois disso. Você perdeu muito de si pelo caminho, não posso negar, os sonhos mudaram, o coração se machucou mais do que devia, mas aqui dentro ainda tem um pedaço enorme seu. Os teus rabiscos continuam guardados a sete chaves, só eu os conheço e vez ou outra releio para não me esquecer do quanto foi importante ser você para me tornar o que sou hoje. Aqui tenho o suficiente para ser feliz e te garanto que hoje somos melhores do que imaginamos que seriamos. Aproveite a vida ao máximo, aproveite por nós duas. O importante é colocar as coisas no lugar e dar um passo de cada vez.

Do futuro tenho muito para te falar e agradecer, mas já se faz tarde e amanhã o dia vai ser longo. Daqui, apenas te agradeço por ter feito parte de mim. Que você sinta orgulho do que somos e do que ainda seremos.

Do seu querido eu,

2016.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.