Tem coisa que é melhor deixar no passado
Escondida embaixo do tapete da sala
No fundo daquela gaveta de tralhas
Em qualquer lugar longe dos olhos

Tem coisa que é melhor deixar de lado
Perdida entre as flores do jardim
Entre os azulejos da piscina
Onde os dedos não alcançam

Tem tanta coisa boa que fica no passado
Tem tanta coisa boa que a gente deixa de lado
Tem tanta coisa boa pela frente
Que o que fica pra trás a gente mal sente

Mas ainda sente
Mesmo que pouco
Ainda sente
Aquele aperto forte e lento

Tem coisa que é melhor a gente sentir

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Victor Kichler’s story.