Balanço cinematográfico de 2015

O ano termina, e tudo que a internet realmente precisava era de MAIS uma lista de melhores filmes do ano não é mesmo? Pegando os filmes que chegaram no Brasil em circuito comercial e/ou por torrent, cheguei num número cabalístico e quebrado de 79 bons filmes:

79 — Junun (EUA / Índia)

Paul Thomas Anerson

Tem guitarrista do radiohead, Anderson na direção, Shye Ben Tzur, musicos indianos, e Gopro em drones. Não tem erro.

78 — Sinfonia da Necrópole (Brasil)

Juliana Rojas

Divertida comédia-musical-nacional num cemitério em São Paulo.

77 — The Assassin (Taiwan / China)

Hou Hsiao-Hsien

Apesar não gostar muito do gênero wuxia, até que gostei bastante deste.

76 — Casa Grande (Brasil)

Fellipe Gamarano Barbosa

Ecos de som ao redor, só que infelizmente, bem mais didático.

75 — Wu wu mian (China)

Tsai Ming-liang

Fim da trilogia do Walker, e consegue ser o melhor dos três.

74 — Bridge of Spies (EUA)

Steven Spielberg

Quem diria que um filme do Spielberg ia estar entre os melhores do ano.

73 — Predestination (Austrália)

Peter Spierig, Michael Spierig

Num ano fraco pro sci-fi, esse se destaca.

72 — Réalité (França)

Quentin Dupieux

Uma mistura de Lynch com Elia Suleiman.

71 — Rudderless (EUA)

William H. Macy

Boa estreia, bom melodrama musical.

70 — En duva satt på en gren och funderade på tillvaron (Suécia)

Roy Andersson

Comédia incomoda.

69 — Still Alice (EUA)

Richard Glatzer, Wash Westmoreland

Se apoia na atuação da Juliane Moore.

68 — Irrational Man (EUA)

Woody Allen

Está cada vez mais claro que woody Allen matou alguém, só não vê quem não quer.

67 — Top Five (EUA)

Chris Rock

Kanye West, Jay-Z, Dr. Dre, Tupac, Notorious BIG.

66 — SPL 2: A Time For Consequences (China / Tailândia)

Pou-Soi Cheang

Essas óperas marciais estão chegando num nível de experimentações de linguagem que é inacreditável.

65 — Star Wars: The Force Awakens (EUA)

J. J. Abrams

O melhor filme do J.J. continua sendo Star Treek.

64 — The Better Angels (EUA)

AJ Edwards

Malick aprova.

63 — The Drop (EUA)

Michael R. Roskam

Bom estudo de personagem.

62 — The Visit (EUA)

M. Night Shyamalan

UM filme que discute linguagem cinematográfica com humor, drama, terror, suspense.

61 — Mandariinid (Estônia)

Zaza Urushadze

Simples, mas muito poderoso.

60 — Amor, Plástico e Barulho (Brasil)

Renata Pinheiro

Na sua boca eu viro fruta, chupa que é de uva.

59 — Love & Mercy (EUA)

Bill Pohlad

Biografia de um gênio, atuações da vida de John Cusack e Paul Dano

58 — The Humbling (EUA)

Barry Levinson

Bom ver AL Pacino de volta em um filme bom.

57 — Ocho Apellidos Vascos (Espanha)

Emilio Martínez-Lázaro

Guilty pleasure do ano.

56 — Adieu au Langage / letter in motion to gilles jacob and thierry fremaux / Message of Greetings: Prix suisse (França)

Jean-Luc CINEMA Godard

Pena não ter visto em 3D.

55 — What We Do in the Shadows (Nova Zelândia)

Jemaine Clement, Taika Waititi

Muito criativo e engraçado.

54 — The Wolfpack (EUA)

Crystal Moselle

A caverna de Platão jamais vista.

53 — A Girl Walks Home Alone at Night (EUA)

Ana Lily Amirpour

Muito bom apesar de as vezes se perder nessas estética cheia de colagens de referências.

52 — Dear White People (EUA)

Justin Simien

Um filme que Spike Lee gostaria de ter feito.

51 — THe LIttle Death (Austrália)

Josh Lawson

Tem toda aquela estética ja cansada do cinema indie americano, maaas eu ri tanto que relevei.

50 — Mistress America (EUA)

Noah Baumbach

Greta Gerwing.

49 — La isla mínima (Espanha)

Alberto Rodríguez

Uma temporada de True Detective condensada em um filme espanhol.

48 — Ex Machina (Reino Unido)

Alex Garland

Ficção cientifica de verdade.

47 — Sicario (EUA)

Denis Villeneuve

Um dos maiores cineastas contemporâneos, só senti falta dos simbolismos que aparecem nos seus outros filmes.

(Top Denis Villeneuve: Incendies > Enemy > Prisoners > Polytechinque > Sicario)

46 — The End of Tour (EUA)

James Ponsoldt

Prometo que termino graça infinita em 2016.

45 — Queen of Earth (EUA)

Alex Ross Perry

Acho que foi o ano de filmes referenciando Persona.

44 — Loin des hommes (França)

David Oelhoffen

Viggo Mortensen.

43 — Kreuzweg (Alemanha)

Dietrich Brüggemann

Melhor uso dessa nova tendência do formalismo europeu.

42 — Chi-raq (EUA)

Spike Lee

Tragicomédia grega trazida em uma Chicago musical discutindo violência, e o poder e papel da mulher negra norte-americana.

41 — Senyap (Indonésia)

Joshua Oppenheimer

Apesar de preferir The Act of Killing, Oppenheimer traz outro forte documentário.

40 — Plemya (Ucrânia)

Myroslav Slaboshpytskiy

Angustiante.

39 — A História da Eternidade (Brasil)

Camilo Cavalcante

Filme brasileiro mais poético do ano.

38 — Wild (EUA)

Jean-Marc Vallée

Bem honesto.

37 — Turist (Suécia)

Ruben Östlund

Ótima mistura de comédia e drama simbólico.

36 — A Most Violent Year (EUA)

J.C. Chandor

Melhor filme de máfia do ano. Oscar Isaac ainda tem que fazer uma cinebiografia de Al Pacino.

35 — Inside Out (EUA)

Pete Docter, Ronnie Del Carmen

A segunda melhor animação do ano.

34 — Cássia (Brasil)

Paulo Henrique Fontenelle

Documentário emocionante e feliz, Fontenelle é um dos melhores cineastas brasileiros contemporâneos.

33 — The Double (Reino Unido)

Richard Ayoade

Traz Dostoiévski pro cinema indie.

32 — Blind (Noruega)

Eskil Vogt

Exercício de montagem travestido de trama que traz suspense e muito interesse.

31 — Kaguya-hime no Monogatari (Japão)

Isao Takahata

A melhor animação do ano, extremamente bonito e melancólico.

30 — Selma (EUA)

Ava DuVernay

One day when the glory comes

It will be ours, it will be ours

29 — Stray Dogs (Taiwan)

Tsai Ming-liang

É inacreditável a atuação física de Kang-sheng Lee.

28 — Jauja (Dinamarca / Argentina / França)

Lisandro Alonso

Um filme-enigma na patagônia.

27 — Gett: Le procès de Viviane Amsalem (Israel / França)

Ronit Elkabetz, Shlomi Elkabetz

Nível Polanski.

26 — Phoenix (Almeanha)

Christian Petzold

Time is so old love’s so brief

Love is pure gold and time a thief

25 — Miss Julie (Noruega / Reino Unido / Irlanda / França)

Liv Ullmann

Que ano do Colin Farrel.

24 — The Revenant (EUA)

Alejandro G. Iñárritu

Os cavalos do Tarkovsky estão todos lá, a câmera do Malick também, só que a profundidade dá lugar pra um terceiro ato que se transforma em um revenge movie.

23 — Leviafan (Rússia)

Andrey Zvyagintsev

Nunca vi tanta vodca.

22 — Carol (EUA / Reino Unido)

Todd Haynes

É tão bom porque é tão simples.

21 — Beasts Of No Nation (EUA)

Cary Fukunaga

O melhor filme de guerra dos últimos tempos: as influências de Coppola , Malick e as atuações de Idris ELba e Abraham Attah e a direção do Fukunaga.

20 — The Jinx the Life and Deaths of Robert Durst (EUA)

Andrew Jarecki

What did I do? Killed them all, of course

19 — Mustang (França)

Deniz Gamze Ergüven

Um cinema tão singelo que conversa muito com os dos Dardennes, o que me agrada muito.

18 — Me and Earl and the Dying Girl (EUA)

Alfonso Gomez-Rejon

Pode chamar de manipulador, mas as vezes é tão bom ser manipulado desse jeito.

17 — Taxi (Irã)

Jafar Panahi

O Taxi do Gugu fazendo escola.

16 — Listen Up Philip (EUA)

Alex Ross Perry

Tudo o que o Wes Anderson gostaria de ser mas não consegue.

15 — Que Horas Ela Volta? (Brasil)

Anna Muylaert

Melhor filme nacional do ano, Jéssica e Val são duas personagens que já estão marcadas na história do cinema brasileiro.

14 — Whiplash (EUA)

Damien Chazelle

Tã tã rã tã tã tã rã tã tã tã.

13 — Mommy (Canadá)

Xavier Dolan

O histérico diretor finalmente me convenceu.

12 — Creed (EUA)

Ryan Coogler

Não dava nada por ele, mas que filme redondo, empolgante, a atuação da vida do SLy.

11 — Inherent Vice (EUA)

Paul Thomas Anderson

Desde There Will Be Blood, PTA se torna um cronista da história americana, são tantas camadas de analise que ele mantém com tanto humor, e Joaquin Phoenix poderia fazer todos os seus filmes agora.

(Top Paul Thomas Anderson : There Will Be Blood > The Master > Boogie Nights > Magnólia > Inherent Vice > Punch-drunk Love > Junun)

10 -The Lobster (Reino Unido)

Yorgos Lanthimos

O amor é cego mesmo, acho que não dá pra considerar uma ficção cientifica nem tratar como futuro distópico que nem várias sinopses escrevem, esse filme só pode ser considerado na categoria filmes de Yorgos Lanthimos, o melhor diretor dessa onda estranha do cinema grego.

9 — Mia Madre (Itália)

Nanni Moretti

Sensibilità.

8 — Slow West (Reino Unido / Nova Zelândia)

John Maclean

Tudo que o Fassbender faz merece ser asistido.

7 — Norte, Hangganan ng Kasaysayan (Filipinas)

Lav Diaz

Um filme que tem pouco mais de 4 horas mas em nenhum momento fica arrastado ou desinteressante. Sid Lucero genial.

6 -Mad Max: Fury Road (EUA / Australia)

George Miller

Uma ópera-rock-western-masoquista-feminista com óleo diesel.

5 — Listen to Me Marlon (EUA)

Stevan Riley

Os fantasmas na vida do melhor ator de todos os tempos contada através de outro fantasma.

4 — Clouds of Sils Maria (EUA / França)

Olivier Assayas

De todos os filmes que se inspiraram em Bergman (em Persona principalmente), esse é o melhor disparado, tendo a melhor atuação feminina do ano com Juliette Binoche.

3 — Birdman or (The Unexpected Virtue of Ignorance) (EUA)

Alejandro González Iñárritu

Histriônico, o filme que mais revi esse ano, são tantas camadas e níveis de compreensão de piadas e comentários sobre a indústria do cinema panfletário comercial contemporâneo.

(Top Alejando González Iñarritu: Birdman > Amores Perros > The Revenant > 21 Grams > Babel )

2 — La giovinezza (Itália)

Paolo Sorrentino

O melhor final disparado do ano, essa influência e Fellini nos filmes do Sorrentino que surgiu na Grande Beleza é tão viva e melancólica.

(Top Paolo Sorrentino: La Grande Bellezza > La Giovinezza > Il Divo > This Must Be The Place)

1 — Kis Uykusu (Turquia)

Nuri Bilge Ceylan

É inacreditável a evolução do cinema de Ceylan, cada vez mais técnico, mais ambicioso e filosófico.

(Top Nuri Bilge Ceylan: Winter Sleep > Once Upon A Time In Anatolia > Three Monkeys > Kasaba > Climates > Uzak )

____________________________________________________

PEores

1 — Velozes e Furiosos 7

Pior filme disparado do ano.

2 — Caminhos da Floresta

zzzZZZZZzzzz…

3–5o Tons de Cinza

Pq? Pq?

4 — Insurgente

Sofrendo fazer essa lista

5 — Cinderella

Fazer uma vaquinha pro Keneth Branagh voltar a adaptar Sheakspeare.

6–007 Contra Spectre

A melhor coisa é a música do radiohead que ficou de fora do filme.

7 — Corações de Ferro

Oscar bait.

8 — I Origins

Prefiro não falar nada.

9 — Nocaute

Pior que esse filme é só a notícia que Antoine Fuqua fará um remake de sete homens e um destino.

10 — Kingsman

Acho que era pra ser engraçado, sei lá.

11 — Antes de Dormir

Já esqueci.

12 — O Jogo da Imitação

Bazinga demais.

13 — Bone Tomahawk

Sofrível.

14 — Labirinto de Mentiras

Capaz de ir pro oscar ano que vem no lugar de “Que horas ela volta?”, não dá pra entender como.

15 — Dope

Mtv.

16 — Golpe Duplo

Primeira metade ruim, a segunda é pior.

17 — Sniper Americano

Incrível a quantidade de filme ruim sobre a guerra do Iraque.

18 — Riocorrente

Queria ter gostado, mesmo.

19 — Cake

Preferia ter visto outro episódio de friends.

20 — Jurassic World

Nostalgia + efeitos especiais + easter eggs = o mal do cinema comercial moderno.

21 — White God

Uma cena boa e só.

22 — Li’l QUinquin

Não vale três horas e vinte.

23 — Entre Abelhas

E pensar que eu queria ter visto no cinema.

24 — Vingadores 2

Piu piu piu, tatatatata, piadinha , explosão, piadinha, hulk contra homem de ferro! uau, bonzinhos derrotam o vilão, piadinha, fim,outra piadinha.

25 — Man Up

Sempre a mesma coisa.

26 — Branco sai, Preto fica

Lutar pra não dormir.

27 — Missão Impossível 5

Quando acaba?

28 — O Homem do Ano

Outro que era pra ser engraçado.

29 — Quarteto Fantástico

99% sci-fi, mas aquele 1% é filme de super herói e estraga tudo.

30 — Perdido em Marte

Ruim de mais, jesuuuus, R.I.P Ridley Scott.

31 — Life

Parece telefilme.

32 — Rosewater

Já não lembro de mais nada.

33 — The Gambler

Luta pra terminar de assistir.

34 — Samba

Inofensivo.

35 — Os Oito Odiados

A empáfia e autoindulgência de Quentin Tarantino.

______________________________________

Filmes pro ano que vem :

Knight of Cops

Anomalisa

Sal Fia

Fille de Dieu

El Abrazo de La Serpiente

Spotlight

Boi Neon

Macbeth

Cavalo Dinheiro

Louder Than Bombs

Where to Invade Next

Dheepan

Steve Jobs

45 Years

Cemetery of Slpendor

Aferim!

Room

Francofonia

The Big Short

As Mil e Uma Noites Vol 1,2 e 3

Acquarious

Just The End of The World

La La Land

Personal Shopper

The Neon Demon