Q May Chen com câncer terminal realiza sonho de álbum de casamento - mesmo sem noivo.

“Estava esperando alguém aparecer para realizar meu sonho. Agora, decidi eu mesma realizá-lo. Quando coloquei o vestido de noiva, fiquei tão emocionada que queria chorar. Senti como se tivesse finalmente realizado o sonho que sempre tive. Por um tempo, não conseguia vestir minhas calças porque não conseguia me equilibrar sobre uma perna só. Também tive que usar uma cadeira de rodas. O cabelo que você vê agora não é real, é uma peruca. Quero usar minha história para motivar as pessoas que estão doentes e as que estão saudáveis. A vida não é tão ruim. Diante da vida e da morte, tudo fica menor. Muitas pessoas que têm uma doença terminal se preocupam com o futuro, com o tempo que elas vão viver, ou com quando vão morrer. Ou se o tratamento está funcionando. Mas eu diria: não se preocupe, porque nós não sabemos. Então por que não se animar com o presente?"

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.