DESENCONTROS

Olha eu aqui, escrevendo outra vez, na tentativa de resumir o que eu sinto pra lembrar você do que o meu coração diz.
 
Naquela época, eu quis afastar você de mim. Foi tudo de propósito! Eu estava no início de um novo amor e, por isso, precisava de tempo pra entender e reorganizar meus sentimentos.
 
Queria que soubesse que as coisas que eu te disse foi por reconhecer que eu não poderia deixar você se aproximar. Mas, minhas palavras só tiveram força e não poder. Elas só têm poder quando saem da alma e esse não foi o caso.

No fundo eu sabia que manter você por perto seria um erro e eu ficaria muito confuso. Sim, porque eu sentia que, a qualquer momento eu poderia largar tudo e correr na sua direção.
 
A verdade é que, dentro de mim, eu jamais descartei você. Afinal, o que marca as pessoas é essência. É por isso que eu não consigo te esquecer. Sempre estive certo de que se tudo acabasse um dia, você seria a quem eu recorreria, porque é pra você apenas que meu coração se mantém disponível.
 
Até aqui vivemos tantos desencontros, e; eu realmente gostaria de dar ao meu coração uma nova oportunidade de te pertencer. Mas, a verdade é que nunca me contentei em tê-lo pela metade.
 
Eu sempre quis ser a sua válvula de escape, o alguém que te proporcionaria momentos incríveis e que te salvaria dos maus dias. Pois é! Eu sempre quis ser a calmaria no meio da sua tempestade, simplesmente porque sua companhia me faz bem sem você precisar fazer esforço algum.
 
Só de estar comigo, você me regenera.
E, se estou emocionalmente abalado, sua presença me restabelece.
 
Quando você está por perto eu me sinto livre pra ser eu mesmo, à vontade para falar dos meus anseios mais secretos, sem hesitar. Com você eu não tenho reservas, nem medo de expor minhas fragilidades. Me sobra coragem pra abrir o coração e revelar o que há dentro dele. Ah, e devo dizer! Quando me chama de “meu anjo”, o seu anjo, me derrete a alma!
 
Por mais que você prefira manter essa distância, eu jamais vou esquecer o que você me causa. Lembro exatamente de todas as sensações que você provoca em mim.
 
Você sempre admirou detalhes meus. Minha cor, meu cabelo, meus lábios, meu sorriso. E, mesmo sem dizer nada, seus olhos sempre gritaram uma vontade incontrolável de me beijar quando eu menos esperasse. Sinto falta disso. Desse desejo. De me sentir importante e belo.

Todos os nossos momentos juntos foram inesquecíveis. Como se você resumisse boa parte da minha emoção. Como se, por um instante, tudo de ruim que já passei tivesse valido a pena. Saber que você existe como uma grande recompensa da vida.
 
Você é muito parecido com o tipo de cara que eu sempre quis encontrar. Alguém capaz de me interpretar com um olhar, apenas. Chego a sentir orgulho de saber que há no no mundo alguém que me entende e valoriza as mesmas coisas que eu.
 
Gostei de você desde a primeira vez que eu te vi. Mas eu não sabia nada sobre você, eu não te conhecia. Só depois entendi o porquê. O seu tipo é difícil de achar. Você é raro!
 
É impressionante o jeito como a sua alma parece se encaixar perfeitamente na minha. Um dia até cheguei a pensar se não éramos gêmeos de alma. Mas, como você mesmo disse, talvez sejamos a mesma alma em corpos diferentes.
 
Quanto mais o tempo passa, menos eu consigo entender. Eu só sei sentir. É como se houvesse espaço só pra você em mim. E, apesar dos desencontros, eu continuo achando que, de alguma forma, a gente se pertence.
 
Sim, eu sei que você está enfrentando uma fase complicada agora. Por isso, escolhi respeitar seu silêncio, suas emoções e acreditar que se o destino tiver mesmo uma história escrita pra gente viver, um dia ainda seremos um do outro. Mas se não acontecer, saiba que um dia existiu alguém que se apaixonou por quem você é por dentro.
 
Seja como for, daqui pra frente, o meu coração sempre vai amar você.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Vinicius Gacci’s story.