Muito preta para ser branca, muito branca para ser preta
Ana Clara Barbosa
311

Você é absurdamente linda do jeito que é. Fiquei pasmo em saber que viveu isso na sua vida inteira. Me identifiquei porque eu vivi a mesma coisa, só que eu era o “clarinho” da situação. Meu pai é filho de negro com índio, mas minha mãe é branca. Fiquei moreno (cor de caixa de papelão) e meu irmão um moreno jambo incrivelmente lindo. Todos na família (parte do papai) são escuros e o meu sonho sempre foi ser igual a eles. Leva tempo pra gente se entender e se aceitar do jeito que a gente é. Achei seu texto incrível! Obrigado por compartilhar experiências tão pessoais. Beijo na alma!

Like what you read? Give Vinicius Gacci a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.