10 passos para você fazer o seu marketing pessoal na internet

#1 — Saiba quem é você

Sem saber o que você é e gosta de escrever, falar ou postar, não adianta muito se preocupar com os próximos passos. Responda sinceramente esta pergunta: Quando você está entre amigos, qual é o assunto que, se deixar, você não para de falar? Após responder, avalie-se e entenda os motivos. Descubra-se primeiro!

#2 — Aperfeiçoe o seu avatar

Muito importante para saber quem é você e o reconhecer de forma fácil. Siga estas regras:

  • Use somente o rosto;
  • Tente ficar de frente;
  • Sorria!;
  • Procure a luz que vem de frente a você;
  • Pense em ser facilmente reconhecido.

#3 — Aperfeiçoe o seu cover (capa)

Praticamente todas as redes sociais usam o cover (capa) para ajudá-lo a passar um pouco mais de quem é você e o que você faz. Fique atento as dicas abaixo:

  • O cover tem que ser narrativo, expressando em uma imagem o que você é ou gosta de fazer;
  • Otimize o tamanho para cada rede social;

4 — Aperfeiçoe os seus cards (posts)

Regra de Pareto aqui também funciona. 80% deve ser imagem e 20% deve ser texto. Portanto:

  • Use pouco texto;
  • Use fontes grandes;
  • Tenha contraste entre texto e imagem;
  • Certifique-se de passar as suas habilidades;
  • Inclua o CTA (call to action) ou uma forma de entrar em contato direto (telefone, e-mail, site,…);
  • Configure suas informações “About” e revise constantemente.

#5 — Cria uma assinatura de e-mail

Não precisa de muita explicação. Nome, e-mail, telefone, site (se tiver) já basta. Se conseguir fazer com uma boa identidade visual melhor, e principalmente, se usar imagens cuide o tamanho e peso para não cair em caixas de span.

#6 — Use imagens perfeitas

As pessoas se conectam com o que você posta através, principalmente, de imagens. Pense sempre que todos curtem ou dão a atenção a algo que elas tem em suas mentes mapeados.
Exemplo: Se uma pessoa gosta de cães, e você trata de adestramento na internet, use fotos que o seu público sinta-se capaz de idealizar. Fotos de cães com fundo branco não são reais, mas fotos feitas na grama, dentro de casa, no parque são mais próximas e podem conectar mais facilmente.

Além disso, siga estas dicas abaixo:

  • Aprenda a tirar fotos no mínimo razoáveis;
  • Evite fotos verticais, procure sempre fotos horizontais;
  • Procure sempre a luz de frente;
  • Corte o que não é necessário das fotos (Crop);
  • Otimize as imagens em dimensões diferentes para cada rede social.

#7 — Aperfeiçoe suas postagens

No primeiro item falo sobre saber quem é você, e de posse desta informação você pode decidir o que postar.

Exemplos: Vídeos, fotos, cards, infográficos, entrevistas,… então para isso é necessário que você crie um editorial de publicações e um calendário de publicações.

Eles devem ser seguidos à risca? Você pode se perguntar isso certo? A resposta é NÃO… é para que você tenha um guia, mas necessariamente faça aquilo que você sente ser o melhor para o dia.

Redes sociais são dinâmicas, seja você também dinâmico e entenda o real sentindo da palavra “Real time marketing”.

Algumas outras dicas importantes:

  • Reposts são bons, use quando for preciso. Teste!;
  • Procure sempre adicionar imagens;
  • Crie conexões com o público através das imagens ou de vídeos.

#8 — Tenha uma frequência e seja consistente

Esta é também uma dúvida muito comum entre os iniciantes ou iniciados no mundo social media. Esta frequência é uma sugestão, não uma regra, mas vale lembrar que postar 10x por dia, por exemplo, no Facebook e coisas que não são tão agradáveis ou inúteis, fará de você uma pessoa chata e logo será negativado. Cuidado!

Outra informação: Entre estar em todas as redes sociais ou em algumas, opte pela segunda opção. Se entrar, que seja de cabeça, mas se não quer ter muito trabalho, então foque em uma ou duas, mas seja consistente.

Antes de ler e entender a frequência, é importante dizer: Converse com o público e não fique apenas vendendo. Dentre os posts e páginas considerados mais chatos da rede são aqueles que falam apenas de si, oferecendo o tempo todo produtos ou serviços para você mirando apenas o seu bolso, não se importando com o que você pensa. Não seja um Chato Social.

Veja uma dica de frequência em cada rede social:

  • Facebook: 1 a 2 posts por dia
  • Instagram: 1 a 2 posts por dia
  • Google+ : 1 a 2 posts por dia
  • Linkedin: 1 a 3 posts por semana
  • Pintrest: 3 a 5 pins por dia
  • Twitter : 4 a 5 tweets por dia

#9 — Não se preocupe com números sociais

Busque sempre interações, logo você verá seus números crescerem mas não se fixe em quanto mais like melhor. Preocupe-se com um bom conteúdo que este reconhecimento vem.

Empresas olham que “se um post teve muitos likes é porquê foi bom”, em partes concordo, mas na experiência que tenho aqui na agência PROCURADA, os posts com maiores resultados de conversão direto para clientes nem sempre recebem mais de 10 likes e as vezes nos converteu em mais de 100 conversões de leads ou orçamentos em um dia.

Não existe regra! Existe bom senso.

#10 — TOTS (Teste e opere, teste e siga)

Não será no primeiro post que você fará o sucesso, nem no segundo, tão pouco no terceiro. Às vezes, você precisa percorrer um longo caminho até achar o que realmente dá certo, mas para chegar lá é preciso testar.

O processo TOTS nas redes sociais é importante e muito útil. Exemplo: Você nunca coloca um vídeo nos seus conteúdos, então quem sabe coloque e veja quais os resultados que isso trará? Se der certo, logo você saberá que seu público gosta dos vídeos, caso não dê certo, tente outro tipo de vídeo ou conteúdo, mas não fique inerte, tente algo.

Entre errar tentando e não fazer nada para não errar, prefira os erros. Eles vão o ajudar muito no ambiente social.