vê como me levanto depressa feito um animal e me desprendo e me balanço e me atiro pelas janelas dos prédios que tapam o sol da zona sul e me abato cansado feito um abutre moído me desfazendo dos ossos e da cabeça das orelhas cansadas de te ouvir e do meu couro revestindo a tua bolsa preta e da minha ânsia de te cortar os olhos com uma faca e de te prender na minha cara como antes eu tinha medo.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Vinícius Lopes’s story.