gastos públicos
É o mercado, estúpido!
Priscila Silva
23

O governo já é extremamente amigo de PARTES do mercado (curiosamente das partes que maquiam a inflação e/ou financiam a campanha). Isso chama intervencionismo e se dá a partir de incentivos fiscais e subsídios e é uma das maiores distorções possíveis num mercado. Quando você incentiva um em detrimento do outro tem-se uma assimetria, uma premiação para o “amigo do rei”. O governo fez com a redução de IPI para linha branca, crédito facilitado para automóveis e residências, faz historicamente com combustíveis derivados de petróleo e fez com a energia elétrica. O crescimento desses setores não foi orgânico, foi inflado! Agora o governo, que não investiu em crescimento (mas em consumo), não tem dinheiro para seguir a “Nova Matriz Econômica”!

Houve sim uma desaceleração no mercado internacional como um todo. Mas CRISE, só aqui. E na Venezuela!

(Em tempos, não sou PTista (nota-se) ou tucano ou partidário de qualquer outro partido político. O Brasil pratica – em maior ou menor escala, a depender das orientações econômicas do presidente vigente – um capitalismo de compadres. Isso explica tanto intervencionismo e protecionismo ao nosso mercado e porque não temos (quase) NENHUMA empresa que seja destaque na sua área num cenário global.

Abraços

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Vinícius Marçall’s story.