Os ramos da vida

A vida é uma supervia que nos leva a milhões de lugares. Por ela caminhamos sem saber para onde vamos. Às vezes devemos ir e vir por um mesmo caminho inúmeras vezes. Noutras devemos rumar numa só direção. Pois a vida é assim, essa via ramificada. Bifurcada, dividida, entrelaçada.

Em cada ramo da vida é que notamos sua diversidade e experimentamos das suas muitas sensações, emoções… Odores e sabores. Dos momentos tristes aos felizes; das dores aos amores.

Muitas vezes temos medo na hora de optar entre um caminho ou outro pois não sabemos até onde vamos chegar — se é que vamos chegar a algum lugar. Temos medo do incerto ou, talvez, até do certo. Temos medo de errar, temos medo de arriscar, temos medo de seguir e não ter como voltar. Mas a vida é assim, cheia de dúvidas. E essas dúvidas são traidoras e nos fazem perder o bem que poderíamos ganhar se não fosse o medo de tentar, já dizia Shakespeare.