Que tal um Microscópio?

Eu gostaria de compartilhar uma reflexão sobre motivação. Eu sei…parece um assunto chato, que muitos vêem como “blablabla”, mas temos que enxergar de uma forma diferente…

Que tal um microscópio?

Aliás, ao pé da letra… o que quer dizer MOTIVação?

Como o nome já diz, é você ter uma razão, um propósito, ou melhor, um MOTIVO definido para realizar algo, um trabalho, desenvolver um projeto, ou até se inscrever numa academia…(acho que essa foi pra mim)
Mas, se não tivermos esse MOTIVO muito claro em nosso objetivo, só fazer a inscrição não vai fazer diferença alguma.

Quantas vezes fizemos a inscrição e arrumamos inúmeras desculpas para não ir? 
Na vida, arrumamos desculpas para TUDO, e isso acontece quando não temos um propósito definido.

MAS JÁ SABEMOS QUAL É NOSSO PROPÓSITO?

E isso não é um tarefa fácil, envolve muitas descobertas e para isso temos que mergulhar para dentro de nós mesmos, em um processo de auto-conhecimento.

O que realmente nos faz feliz? Eu sei que essa pergunta é muito ampla, mas o que faz o nosso coração vibrar, a nossa pele arrepiar? O que fazemos de melhor? Quais são os nossos pontos fracos e fortes?

Quando pensamos nessa pergunta, “viajamos” muito na esfera profissional, mas me refiro a olhar pelo microscópio, para dentro de nós! Porque o que desempenhamos no universo corporativo é uma extensão dos valores que temos em nossa vida pessoal.

E se não fizermos esse processo de auto-conhecimento estaremos “PERDIDOS”…

“Quem não sabe para onde vai qualquer caminho serve”

Mas, não adianta termos um MOTIVO definido senão colocarmos a “mão na massa” e usar a ação! Lembra? MOTIVAÇAO! E A AÇAO?

O maior indicador da falta de ação é estar em uma “zona de conforto”.

A pessoa escolhe atividades que permitem reduzir ansiedade e ao mesmo tempo lhe proporcionem prazer, no entanto essas mesmas atividades a longo prazo irão causar uma dor maior do que a saída saudável da sua zona de conforto.

O quer que seja que consista a sua zona de conforto, você paga um preço enorme por isso. A vida oferece possibilidades incríveis, mas você não pode aproveitá-las sem ter que enfrentar algum tipo de dor, esforço, sacrifício ou sofrimento. Se você tem um baixo índice de tolerância à dor e mal-estar, é importante ganhar a noção que isso pode ser um tremendo impeditivo ao desenvolvimento do seu potencial.

A psicologia diz que a zona de conforto é uma série de ações, pensamentos e/ou comportamentos que uma pessoa está acostumada a ter e que não causam nenhum tipo de medo, ansiedade, risco…

Essas “ansiedades”, “medos” , “riscos”, são os combustíveis para que a nossa ação seja cada vez mais EFICAZ.

As vezes esperamos mudanças do mundo, das pessoas, da empresa que trabalhamos, mas a saída está mais próximo do que imaginamos. Será que nós queremos mudar?

A mudança acontece dentro de nós. É tão fácil criticar algo ou alguém, mas porque não olhamos com esse mesmo olhar crítico e apontador para nós mesmos?

Eu ouvi uma frase recentemente do Gabriel Goffi que achei GENIAL e gostaria que ela também fizesse a diferença para vocês, assim como está fazendo para mim:

“ A vida acontece DE você e não PARA você! “

Viu?