Amantes

Apolo e Dafne

Corpos quentes na fria cerâmica,
Mesclados por impulso,
Arrepiados por sussurros, 
Sentidos como fragrância.

Libertos pela simplicidade do momento,
Pelo gozo espontâneo,
Por gemidos simultâneos,
Porém presos como detentos.

E naquele sublime instante,
Não há lamentos,
Ou qualquer pensamento.
Apenas dois amantes.

Vinícius Sales