Da Primavera ao Impeachment: Como um Twit abala governos.

Oriente Médio:

Dentre os mais variados eventos que 2011 presenciou, o mais marcante foi a Primavera Arabe. Evento este que marcou uma série de manifestações por todo oriente médio. Tendo inciado na Tunísia, os movimento contra as variadas ditaduras que assolavam países como Egito, Argélia, Iemên e Omã, ganharam força em todas as redes sociais. Pode-se citar em especial o Twiiter.

Manifestação no Egito

A rede social de 144 caracteres foi uma das principais ferramentas de disseminação da informação em meio ao caos e a violência cometida pelo ditadores. No egito, onde havia um controle dos meios de comunicação, todas as manifestações foram organizadas através do Twitter. Tempos depois, o ditador Hosni Mubarak é deposto.Vemos hoje como as novas redes sociais se tornaram um ferramenta poderosa de mudança e transformação social. 
Antigamente governo eram depostos por guerras e armas, hoje podemos viabilizar isso através de um twitte ou uma postagem no Facebook.

A censura que certos governos querem impor para a sociedade, acaba por ser mostrar inviável, pois nunca foi tão fácil mandar uma mensagem.

Venezuela

Em Fevereiro de 2014 a Venezula foi ás ruas lutar por democracia, justiça e liberdade. No dia 12, três pessoas foram mortas em meios as manifestações. Dando inicio assim a manifestações mais numerosas.
Tendo um governo ditatorial e um mídia dominada pelo poder estatal, os venezuelanos não tiveram outra opção se não ir as redes sociais. Assim como na primavera árabe, o Twitter protagonizou a cena. Através dele os manifestantes indicavam os locais mais seguros para protestarem, avisavam se a policia estava a caminho e clamavam por ajuda internacional. As seguintes tags exemplificam bem a situação da época: #prayforvenezuela, #helpvenezuela, #freeleopoldolopez.

http://g1.globo.com/mundo/noticia/2014/02/entenda-os-protestos-na-venezuela.html

Brasil

Em nosso país a mesma ferramenta teve um importante papel nas manifestações de 2013, 2015 e recentemente em 2016. Usando as mesmas táticas de outros países, os manifestantes organizaram a localização e estratégias para conduzir os eventos. 
Em 2013, por falta de pauta das próprias manifestações, o Twitter foi usado de uma forma descentralizada e com muitas reivindicações. O exemplo disso são as várias tags que foram geradas: #vemprarua, #protestobr, #saidajanela.

Em 2014 os protestos foram todos direcionados para a Copa do Mundo que seria realizado no Brasil. #naovaitercopa, #menoscopamaissaude são alguns exemplo de tags usadas para chamar a população para os protestos.

Já em 2015 e 2016, devido aos escândalos de corrupção e as revelações da Operação Lava Jato, as manifestações ganharam um corpo mais sólido e lideranças mais definidas.
As pautas agora se voltaram contra a presidente Dilma, o PT e o ex-presidente Lula. A manifestações também apoiaram o juiz Sérgio Moro e a operação Lava Jato.

No Twitter, as principais tags dessas manifestações foram: #ForaPT e #VemPraRuaBrasil.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Vinícius Sales’s story.