UMA TRAGÉDIA

Filho da tragédia…

Ele viveu a tragédia…

Ele morreu na tragédia…

Uma tragédia com várias nuances, com semblantes amarelos e vinagres roxo, uma taça de vinho e com o linho se diz tanto.

Estou alterado, bêbado, sentindo a vibração como deve ser sentida, curtindo a vida.

Caminhou até o barranco, fazer uma simples transação, 18 anos, 18 tiros, 18 gritos com a morte do menino.

Estirado, sem vida pois sua a alma já a tinha levado junto, sem explicação, sem sentido, filho da tragédia.

Não se tem opinião, não se tem opção. A tragédia vem e suga, e puxa e samba. Não quero viver com o rancor mas não quero deixar o amor.

Tragédia inútil, fútil, senhor. Senta aqui e vamos tomar um chá, falar das tragédias que a vida nos dá!

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.