Por que eu decidi lançar uma newsletter sobre Marketing Digital para jornalistas e redatores

Senta que lá vem história ou pode assinar a newsletter direto aqui: http://tinyletter.com/virgginialab

Compartilho diariamente links de conteúdos que estou lendo sobre Marketing Digital e Marketing de Conteúdo com amigos. Nós trocamos experiências, desafios que estamos enfrentando no trabalho, soluções que trouxeram bons resultados.

Eu conheci a maioria desses amigos na época da faculdade, quando fiz os cursos de Jornalismo e Letras. Assim como eu, eles se tornaram jornalistas, redatores, professores de Língua Portuguesa e… profissionais de Marketing?

Sim, profissionais de Marketing.

Para ser bem sincera, foi aí que percebi que, na realidade, a maioria deles não está em redações de jornal ou televisão, nem mesmo em assessorias de imprensa ou na sala de aula.

Eles estão em agências de marketing digital, editoras ou no escritório de casa, empreendendo. Decidi ampliar meu olhar: observei, pesquisei, conversei e percebi que isso está acontecendo com grande parte dos jornalistas e profissionais de comunicação.

“Foi aí que a ideia me surgiu: eu devo compartilhar com mais pessoas essa curadoria de conteúdo que eu já estou fazendo”

Acredito que essa reflexão só foi possível porque minha própria entrada no mundo do Marketing foi completamente baseada no compartilhamento: de conhecimento, de práticas, de experiências.

Quando eu entrei na startup em que estou há pouco mais de dois anos, eu fazia pouca ideia (acho que nenhuma, na verdade) sobre o que era Marketing Digital ou Marketing de Conteúdo. Eu era uma jornalista e professora de português recém-formada, com uma boa capacidade de revisão, um faro honesto para boas histórias, além de uma certa habilidade para escrever rápido.

E, naquele momento, eu estava reinventando meu percurso profissional. Assim como está ocorrendo com muitos jornalistas e redatores que estão ressignificando suas habilidades e seus conhecimentos para a nova realidade do mercado.

Aliás, um dos grandes sinais dessa transformação foi o lançamento recente da academia online do Comunique-se com cursos claramente focados em Marketing para profissionais de comunicação. Mas sobre isso eu falarei na primeira edição da newsletter.

O ponto é que estamos todos nos reposicionando e tudo isso…

…no meio de um mar de conteúdo.

Como jornalistas e redatores, nós produzimos muito conteúdo (mas muito conteúdo mesmo) para atrair clientes para o nosso negócio ou para a empresa em que trabalhamos. Mas nós mesmos somos os clientes em potencial de milhares de outras empresas.

Por isso, há conteúdo aos montes falando sobre marketing digital. Alguns deles são mais (ou menos) interessantes para nós, jornalistas, que desbravam o mundo dos 4 Ps (ou são 8? Uma dúzia? Ou só UM P de PEOPLE? Enfim, alguns Ps…).

Então, selecionar e compartilhar o que eu achei de mais interessante é minha missão na newsletter Não larguei o bloco de notas.

E isso de Bloco de Notas?

O bloco de notas é um dos grandes símbolos do fazer jornalístico: todo jornalista sempre vai levar consigo um bloquinho e uma caneta, não importa o que aconteça.

Quando comecei a trabalhar em 2012 na redação do antigo EPTV.com (que logo se tornaria parte do Portal de Notícias G1 da Globo), eu ganhei um bloquinho espiralado com a logo da empresa para fazer minhas apurações — e isso era uma grande coisa. E, logo na primeira semana, aprendi com os jornalistas editores a usar o Bloco de Notas — sim, aquele software sem graça — para tirar a formatação dos textos.

Atualmente, sou responsável pela Comunicação e Conteúdo da Mosyle, uma startup de Edtech, e, mesmo longe da redação hardnews, eu não larguei o bloco de notas. Sempre há um na bolsa, outro na gaveta e, sim, eu uso diariamente o software do Bloco de Notas.

Esse foi o segundo hábito do fazer jornalístico que mantenho. O primeiro, sem dúvidas, continua sendo o de contar histórias. E, no Marketing, ambas as coisas continuam sendo muito valiosas.

Como funciona a curadoria do Não larguei o bloco de notas

Ao se inscrever na newsletter, eu compartilho com você semanalmente por e-mail minha curadoria de conteúdo relevante sobre Marketing Digital (sobretudo Marketing de Conteúdo) para jornalistas e redatores.

São textos, indicações de livros, artigos, infográficos, cursos, vídeos e podcasts que eu fui guardando durante a semana nos meus blocos de notas: seja nos analógicos seja nos digitais como o Google Keep, Pocket e até mesmo o Twitter (sim, uso essa rede social como bloco de notas também).

É bem provável que eu compartilhe também materiais interessantes sobre outros assuntos, como tecnologia e inovação, e até mesmo músicas que me ajudam a imergir em alguma tarefa ou livros interessantes que estou lendo. Até porque tudo isso expande nossa criatividade, favorece conexões e alimenta nossa alma.

Estou testando formatos e jeitos, então certamente haverá aprimoramentos pelo caminho. Mas como sempre diz o Vitor Peçanha da Rock Content (aliás, um profissional incrível para seguir), a dica mais importante quando pensamos em Marketing de Conteúdo sempre é: COMECE, FAÇA.

A primeira edição da newsletter sai na próxima segunda-feira, dia 31. Meu objetivo é que seja enriquecedor para sua caminhada profissional. Muitas pessoas já me ajudaram — e ainda ajudam — ao compartilhar comigo conteúdo bacana. Espero fazer o mesmo!

Mande para os amigos que se interessam e saiba que seu feedback é sempre muito bem-vindo! A nossa caminhada é feita de conexões, então fique à vontade para me mandar uma mensagem, um tweet e também compartilhar comigo o que você anota no seu bloco de notas.

Para se inscrever, acesse http://tinyletter.com/virgginialab

*A identidade visual foi feita com carinho pela Agência Ganbaru, da Gabriela Aguiar.
**Obrigada a todos os amigos que me ajudaram de alguma maneira a dar o start neste projeto.