Mulheres que não prestam

Paulo, o namorado.

Acordo de manhã com um cheiro ruim e totalmente sem coberta. Estava num canto da cama que um dia foi quente, mas que há tempos tem servido a um duro descanso. Aquele namoro era tóxico. Já era a quinta vez que eu acordava, ela fazia questão de ir no banheiro e nem se preocupava em não fazer barulho ou em não acender as luzes. Resolvo me levantar daquele tipo de cela romântica e vou ao banheiro. Agora é a minha vez, mas infelizmente nem ali eu era ouvido. Ela é a favor do banheiro de cócoras e no banheiro não tem um assento sanitário. Eu estou apertado e quero fazer em pé, mas devido a ditadura dela, nesse apartamento, eu tenho que fazer xixi de cócoras. E ela nem deu descarga. Eu realmente não era ouvido. Ontem fui no urologista para rotina e minha namorada nem me perguntou como foi. Ela nunca grava o meu aniversário. Infelizmente vivemos em um mundo assim, para as mulheres tudo pode, aos homens as regras da sociedade. Eu tinha que ser um bom namorado, estar sempre bem arrumado, com vontade de fazer sexo e compreensível. Somos namorados porque digo isso; pois, por ela, eu estaria sendo enrolado ainda. Quando a conheci, ela dizia que eu era único, mas na verdade eu sabia que ela saia com mais três homens. Eu, sendo criticado por estar solteiro e se tivesse mais de uma parceira, seria chamado de garoto de programa. O mundo é injusto para quem nasce homem.

Rafael, o solteiro.

Trabalho na bolsa de valores e aonde quer que eu olhe, eu só vejo mulheres. Elas ganham mais que eu já que elas têm um currículo melhor. Elas têm tempo para se dedicar e trabalhar mais, elas não precisam cuidar de filho e nem fazer tarefas domésticas. Além disso, todos aceitam elas não pensarem em relacionamento e focarem suas vidas no trabalho. Já eu, homem, devo explicar para os meus tios porque minha ex me deixou e porque não arrumo outra para um futuro casamento. Eu estou ficando velho e todos têm medo que eu fique para titio. No final, eu sou exigente demais. Estou nesse cargo vão fazer 5 anos, era isso ou virar secretário da gerente de relacionamentos. Ela me daria o cargo se eu fosse para cama com ela. Ela já deixou isso explicito numa reunião quando disse que eu tinha um corpo, mas que não sabia aproveitá-lo. Eu podia processar por assedio sexual, mas eu tinha medo. O Fábio fez isso com a chefe dele, que causou sua própria demissão por usar roupas inapropriadas. Onde já se viu trabalhar de bermuda e camisa influenciar o pensamento maldoso e covarde das mulheres? Às vezes frequento o happy hour e percebo elas olhando para mim, já falei varias vezes que não fico com mulheres do trabalho e também mulheres casadas. Fora os grupos do whatsapp, onde ficam compartilhando vídeos pornô e desconhecidas me pedindo nudes. Por que elas são tão sexuais? Se houver outra encarnação eu quero voltar como mulher. O mundo é injusto para quem nasce homem.

Arthur, o casado.

Já são 3 horas da manhã e eu estou aqui cuidando do Junior. Ele está sempre com bastante energia nessa hora e ainda nem completou um ano. Minha esposa e mãe de Junior chegou de uma reunião de trabalho com cheiro de cigarro e de álcool, isso tem 1 hora e ela já está na cama roncando. Eu senti um cheiro de perfume doce, que provavelmente era de outro homem. Eu já não acreditava mais nela. Casar e ter um filho era o meu sonho e eu imaginava que era um projeto nosso, mas eu estava enganado. Ela só queria saber de trabalho e farra. Se eu não aguentasse a barra, nós já tínhamos terminado; mas a vida é muito difícil para um homem e seu filho. Acordo cedo, levo o Junior para a creche, vou trabalhar, busco ele e começo o segundo trabalho — o doméstico. Tenho que arrumar a casa e fazer comida para o meu bebê e para minha esposa. Eu tentava agradá-la, mas ela nem agradecia. Meu pai às vezes me ajudava e ficava com o Junior; mas mesmo assim, era muito difícil. Meu sogro me detestava porque imaginava que eu seria o homem perfeito para a sua filha, mas minha dedicação à minha esposa tinha limites. Ela tem braços e pode lavar uma louça de vez em quando e passar a sua própria roupa. Isso seria um agrado para mim, que faço tanto pelo nosso casamento. Ontem fuxiquei o celular dela quanto ela foi para o banho. Encontrei fotos de outros homens nus. Ela chamava alguns amigos de lindo e gostoso. Isso me deixa muito triste. Meu psicólogo falou que eu tenho que ter mais amor próprio, mas nesse momento está difícil. Agora tenho que voltar porque não tenho nem tempo de falar. Junior acordou de novo e não para de berrar. O mundo é injusto para quem nasce homem.

FIM

Gostou? Curte, compartilhe, comente…

Abraços, Virgilio