Aprendi que todo mundo tem seus problemas. Todo mundo tem bads e todo mundo fica confuso. Algumas pessoas realmente escondem bem melhor que outras. É bom perceber que não se está sozinha nessa vida.


Aprendi que eu sou muito melhor do que eu achava que era mas também percebi que ainda tenho muito a aprender. A vida é um aprendizado constante e a gente tem que parar pra absorver às vezes.

Aprendi que não é justo colocar as pessoas em um pedestal. Não é justo criar expectativas tão altas. Todo mundo é humano. Todo mundo faz merda e nem sempre a gente consegue cumprir o que promete. Ah, e lembra também: não existe isso de alguém ser superior, não existem pessoas melhores ou piores que você. Existem pessoas diferentes e isso é tudo que você precisa saber.

Percebi o quanto é importante se perdoar. Aprendi que tem vezes que as coisas não dão certo simplesmente porque sim. Elas são perfeitas mas não vem no momento certo das nossas vidas, sejam pessoas, viagens, trabalhos e muitas outras coisas da nossa vida. Isso não diminui o valor delas. Não esqueça que isso não diminui o seu valor também. Você nem sempre vai querer o que te faz bem mesmo que possa parecer o melhor. A vida é feita de escolhas e nem sempre a gente tem maturidade pra ver o que é bom e o que é ruim. O importante é saber a hora de ir embora quando o que você escolheu não te faz mais bem.

Entendi o que eu significo pra mim mesma e tento falar sempre: você é um exemplar único no universo. Você só vive uma vez e a vida é muito curta. Lembre de viver em paz consigo mesmo. Lembre de se amar. Lembre o quanto você é importante. Afinal, você é a pessoa com quem tem que viver a vida toda.

Lembrei que as pessoas que te apóiam, te amam e que estão ao seu lado são a coisa mais importante dessa vida, sejam amigos, namorados, família… Nunca esqueça que eles vão estar lá por você e são quem fazem a maioria das coisas valer a pena. Não esqueça de dizer o quanto eles são importantes.

Aprendi o quanto amar dói mas também vi o quanto é precioso. Nunca vai ter amor demais no mundo. É preciso espalhar esse amor sempre que possível. Foi assim que eu mudei. Não decidi parar de amar mas sim parar de ter medo de me machucar. Ainda sinto tristeza, ainda dói, mas o tempo cura tudo e é assim que a gente aprende.

O universo é imenso, o mundo é pequeno e tão cheio de coisas incríveis e a vida é muito curta. O sentimento de paz interior no final da corrida é o que importa pra ser feliz.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Virgínia Fróes’s story.