A prefeitura de Osasco e a Fundação do ABC definiram os próximos passos após a decisão da administração municipal de não renovar o convênio com a instituição para a gestão do Hospital Municipal Antonio Giglio e da UPA Centro. O contrato se encerrou no fim de abril e foi renovado em caráter emergencial até 31 de julho, até que uma nova Organização Social (OS) assuma, em agosto.

“A transição dos serviços está sendo feita de forma consensual. É importante ressaltar que até a substituição da organização social todos os serviços permanecerão em total funcionamento”, diz nota conjunta assinada pela Prefeitura e a Fundação do ABC divulgada na manhã desta sexta-feira, 5.

Funcionários

De acordo com a Prefeitura e a Fundação do ABC, a nova OS que vai administrar o hospital vai contratar os funcionários que trabalham no local.

“Sobre os colaboradores que atuam no hospital e na UPA, a nova Organização Social que assumirá dia 1º de agosto sub-rogará todo o quadro atual de funcionários, para não haver interrupção no atendimento”.