Medo de avião.

E como ele virou um bom jeito para a mente viajar.

A decolagem era o momento de maior tensão. A ideia de que estava começando uma corrida para ficar solta nas alturas, em uma imensidão sem fim, me dava medo.

Durante as várias horas de voo noturno, olhar pela janela e não identificar nada era bem assustador. Qualquer barulhinho era motivo de alerta, e esse medo todo me impedia até de dormir. O tempo passava terrivelmente devagar e eu ficava na ansiedade para chegar logo. Planejei várias coisas para fazer para me distrair e torcer que o tempo passasse mais rápido. Dois livros, várias opções de filmes, bloquinho de notas, até baixei uns joguinhos.

O que era bom mesmo era a hora do pouso. Era ótimo ter a sensação de estar em terra firme, me dava um alívio absurdo mesmo que com aquele barulho todo.

Essa não é a história do meu primeiro voo. Eu já tinha passado por vários, e todas as vezes, foram a mesma coisa. Isso sem falar que eu adorava a sensação de voltar para casa.

Mas isso foi só até essa viagem. Entre conexões e diferentes destinos, no total foram 10 voos nesse último mês. Eu estou nesse momento no penúltimo deles, indo pra casa. O meu medo passou. Nem mesmo os alertas de turbulência, antes motivo de pânico, assustam mais.

Eu também não dormi direito dessa vez, mas não precisei de nada além da janela do avião pra me distrair. Continuo só enxergando uma escuridão e umas estrelas, e tá ótimo pra mim. O tempo tá passando rápido demais e o voo mais demorado pareceu uma conexão curtinha. Isso não é bom.

Pela primeira vez, o único medo é o de pousar. A sensação de ter que colocar os pés no chão não é mais boa pra mim. Eu ficaria mais horas aqui, só olhando os pra fora e vendo nada, pensando que a gente não é nada no meio de toda essa imensidão. Eu queria mais umas 10 decolagens, no mínimo.

Será que lá em baixo alguém tá agora tentando adivinhar se somos uma estrela cadente ou um avião?

Vai mais devagar, moço. Deixa pensarem que somos estrelas. Deixa fazerem pedidos. Eu pediria várias viagens.


Voltei e vai ter muita coisa sobre viagens. Muita mesmo.