Fica

Vem.
Mas se for vir mesmo, fica. Não só pra um café da manhã. Ou um almoço, ou um jantar. Ou uma noite. Fica pra ver um pôr-do-sol. Pra entrar no mar. Pra andar de bicicleta. Pra ver um filme. Ou simplesmente pra andar de mãos dadas pelas ruas. Faz uma morada no meu coração. Pode trocar mobília, abrir a janela, a cortina, deixar a porta aberta, fazer o que for, mas fica. Pode bagunçar um pouco a casa também, não gosto de tudo tão arrumado assim. Pode trazer suas coisas, se quiser. Traz seu (sor)riso, sua bondade, seu bom humor, seus olhinhos puxados quando você ri, seu abraço, seu afago. Se quiser fazer um pouco de barulho, tá permitido também.
Fica. Pra contar uma piada. Pra contar do seu dia. Pra dividir histórias. Pra fazer histórias.
Fica. Pra ouvir uma música. Pra dançar. Pra ver o céu e as estrelas.
Fica. Prometo te oferecer um café, uma água, um carinho.
Mas fica.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.