O planeta Téo

Até hoje, acreditava-se que o único planeta com vida é o planeta Terra. Cientistas recentemente descobriram que isso é um equívoco. Existe sim vida em outro planeta. Ele se chama Téo. No planeta Téo, tem muito verde, muita cachoeira e muitos macaquitos. A água é sempre geladinha e o céu, estrelado e limpo. Não existe hipocrisia, guerra, violência, preconceito e nem racismo. Uma plantinha chamada Cannabis Sativa é muito encontrada no meio do vasto verde. Dentre os animais que lá habitam, dois se destacam: Syd e Bosco. São dois lobos que comandam a floresta. O Bosco é ceguinho e idoso, mas nunca fica pra trás. Seguidor fiel de Syd, o lobo com o maior espírito aventureiro que você vai conhecer.
 O planeta Téo é o lugar mais aconchegante que eu já pude ter a chance de conhecer. Pode até chover às vezes, mas o Sol e céu azul sempre voltam logo menos. Apesar de as águas serem geladinhas, o clima é sempre morno. Parece até um carinho na alma.
Assim como qualquer outro planeta, esse também é cheio de marcas e colisões. Mas é isso que o torna único. É isso que dá a individualidade necessária pra se tornar especial. Resolvi, então, me mudar pra cá. Tô construindo uma casinha de sapê bem no meio da floresta. O processo de construção ainda não terminou, mas cada parte da casa tá sendo feita com muito carinho e cuidado pra não causar nenhum dano ao planeta e, pelo contrário, só acrescentar. Acrescentar cores. Flores. Amor. Felicidade. Regar as plantinhas. Cuidar das árvores. Dos animais. De tudo que tem vida. 
Acho que finalmente achei meu lugar. Minha casa.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.