Te Amo

Te amo, simples. Puro.
Com a inocência motora
Que só o amor sabe.

Te amo, presente. Futuro.
Com a alegria gritante
De flor que se abre.

Te amo. Na luz, no escuro.
Amor que dispensa
Orgulho e vaidade.

Te amo. E inutilmente procuro
Mostrar que te amo.
Provar que é verdade.

Te amo. E amar é duro.
Mas amo de forma
Tão natural…

Te amo. Amo. Juro.
Amor cego,
Irracional…

Te amo. E te asseguro:
Que amar-te vou
Enquanto durar.

Te amo. E amando me curo
Do mal que sou
Se não posso amar.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.