Arquitetura Individual

Barcelona, vista de cima.

Como um “analista” da arquitetura de várias partes do mundo, mesmo que eu não entenda historicamente sobre como aconteceu a evolução artística de cada pedacinho do mundo, já pararam pra pensar o por que dos brasileiros gostarem tanto dos modelos arquitetônicos europeus? Sim, são belos, antigos e modernos, atmosfera romântica e luzes mais amarelas que(imaginem algo)e inúmeras coisas técnicas acredito que no fundo nos chamam atenção, mas por quê tudo isso? PADRÃO E UNIÃO de formas geométricas, de ambiente, de ruas, de atmosfera em geral (sim, eu tenho TOC).

Sinceramente, não acho que europeus ou qualquer outro lugar que tenha uma arquitetura coletiva (mesmo que eles não saibam e já estejam habituados com seus lindos chalés) tenham vontade de conhecer algumas regiões do brasil, e sintam o mesmo afeto que “sentimos” por lá, claro, envolve muito desenvolvimento econômico, lugares turísticos e outras variáveis modeladoras de planos urbanos.

Mas por exemplo, na cidade onde eu moro, 50 mil habitantes, uma cidade fofinha, ou qualquer cidade desse porte que esteja em desenvolvimento leve, não tem padrão de construção, de plano, as casas onde não são em bairros “nobres” não tem um padrão, não que todas precisam ser iguais, mas o interessante é que se arquitetos fossem influenciados uns pelas obras dos outros não esquecendo da sua própria criatividade e originalidade, com certeza teríamos uma diminuição do que eu chamo de arquitetura individual, um exemplo oposto seria: Gramado, uma cidade brasileira que parece de outro mundo, mas porque tem uma influência, uma característica única com diferenças que forma o ambiente como um todo, tornando tudo muito fofo.