Dia da derrota

E por falar em derrota, hoje foi o dia da minha, nocauteada mais uma vez por suas luvas fatais, só trás, a arma letal que me fez até vim para o hospital.

Não adianta querer arrumar vilão, não adianta por a culpa sobre meus ombros tão fracos e baixos, dizer quem foi mais errado quem foi mais certo, quem foi mais sincero quem não foi, agora já foi.

Suas atitudes andam me destruindo, cada dia uma facada, já tô cheia de tantas que até me acostumei com a dor. O desespero, e o seu desprezo.

O prazer de tudo isso foi sempre me ter aqui para você, dar muitas voltas no mundo, desfrutar e sambar com sua liberdade. Deixa eu ir, ela sempre tá ali mesmo, parada no tempo me vendo voar.

Mas saiba que eu tô cansada de chorar, de me rastejar e orar, apagar o que aconteceu não dá, mas eu tenho que tentar, abrir as asas e voar, olhar para frente e andar, pular no mar e saber nadar.

Meu erro não foi amar demais, sentir demais, o amor é vida e eu tô cheia dela. E cheia de sofrer por você. De lembrar do seu nome, de te ter na minha cabeça como um vírus, mesmo distante faz presença até nas horas indevidas. Eu tô magoada, devastada, enterrada. E não venha me dizer sobre amar, sobre tentar, sobre cansar, eu tô cansada de lembrar.

Escrevo para desabafar, para não pirar, e também não desmontar. Hoje foi o dia da minha derrota, mas também será da minha Vitória.

Pode pisar, pode esfregar na minha cara toda sua liberdade, a felicidade e sacanagem. Esbanja tudo isso por aí. Que amanhã sou eu que vou rir.

Não adianta sangrar, rastejar e pirar. É hora de deixar o tempo levar todo esse amor, que virou dor. É hora de se libertar, abrir a porta e atender quem tá lá fora querendo entrar, e deixar, sem pensar

Eu quero ser amada, e contemplada. Meu erro foi pedir que me amasse, que ficasse e encarasse, só mais um dia, só mais um pouco. Continua aí com seus beijos, quanto mais finge que esqueceu, menos esquece. Eu tô em todos os lugares.

Onde anda você?

Chega!

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.