José Freitas Aquino e suas incríveis aventuras ao lado de Lampião

Ele viveu histórias emocionantes pelo sertão afora. Confira!

Sr José Freitas Aquino nasceu no Rio grande do Norte, em 1947, e não teve uma infância nada fácil. “Ainda menino, com uns 6 anos, já lidava na terra. Meu pai era brabo, me fazia puxar boi velho, arar a terra, catar milho, feijão e algodão”, lembra.

Mas na adolescência o garoto manso deu lugar a um rapazinho danado. “Eu me juntava com meu primo e alguns amigos e saíamos com um jipe velho estrada afora. Uma vez fomos do Rio Grande do Norte até o Ceará, paramos numa cidadezinha que só tinha cangaceiro.

Esse espírito ousado, aventureiro e corajoso está no sangue, já que José é parente do famoso Lampião. “Ele era aparentado da minha avó Joana e todo ano, no final do inverno, ele passava nas nossas terras. Lembro que ele pedia pra minha avó matar dois perus e fazer um panelão de arroz pra alimentar a tropa dele. E era muita gente, uns 40 cangaceiros. A gente montava uma mesa enorme, Lampião sentado numa cabeceira, meu avô na outra e eles comiam pra valer. Uma vez o Lampião perguntou para os jagunços se eles tinham gostado da comida, e um deles respondeu que achou insossa. Na mesma hora Lampião pediu um saco de sal e obrigou esse reclamão a comer tudo. “Ou come, ou leva um tiro”, ele disse.

Anos e anos se passaram. José se mudou para São Paulo aos 23 anos, começou a trabalhar em uma metalúrgica, fazendo a limpeza e manutenção dos maquinários. “Foi um começo difícil, passei muito frio, dormia num colchãozinho no chão, na casa do meu primo”. Mas com o tempo ele se adaptou, casou, teve dois filhos. “A menina é uma advogada e está estudando para ser juíza”, conta o pai, cheio de orgulho. O casamento durou 32 anos, — segundo José, 32 anos de muita briga-, até que se separaram. Mas como o potiguar arretado que é, logo José encontrou a Cleusa, e agora ele já tem sua Maria Bonita para aquecer seu coração!

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.