Vento louco: vida!

Vivam cada minuto como se fosse único: porquê é mesmo.

A vida é um sonho! E passa num piscar de olhos.

Viver é movimento e a vida, para aqueles que ousaram saltar no abismo, um eterno risco e desafio. Hoje a saudade do que já foi dói, mas é uma dor doída com alegria, pois sei que aproveitei cada instante de forma inteira e presente. Isso não impede meu coração de chorar, dói, pois ainda há um lugar aqui dentro que gostaria de se acomodar no conforto de uma amizade amorosa, no sustento de uma parceria na jornada, em um sentimento que se finda…para que outro nasça, ou não…

O controle é uma miragem e a tal zona de conforto, nunca existiu.

A impermanência é uma lição que a vida me traz a todo momento. A única coisa que fica e sempre ficará, é minha essência…todo o resto, tudo mais, todos outros, sempre estarão pelo tempo que o tempo determina, não o nosso…

Meu amor e eterna gratidão para os vagalumes que se vão, não sem antes terem varrido dentro de mim as pedras do caminho, quando minha vassoura tinha quebrado….

Minha gratidão aos vagalumes que chegam, atendendo chamados do Ser para somar suas luzes com a minha…

Minha admiração para todos que aceitam que uma vez no abismo, o jeito é seguir com o vento redemoinho louco vida!

Vivian Ignácio

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.