Há algo de mágico nisso

Gotas de café descendo por meu corpo

Enquanto palavras sobem a minha cabeça

Futuros redatores

Anarquistas sonhadores

Alegrem-se

O jornalismo não morreu


Enquanto bebemos do líquido

Enquanto abro e fecho inúmeras abas

Meu padrasto inda lambe os dedos e folheia páginas

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Malfussi’s story.