Mulheres maravilhosas

O Maravilhosas Corpo de Baile — Ame seu Corpo Dançando é uma iniciativa da atriz e professora de dança, Graziela Meyer. Todos os sábados ela coloca suas alunas pra dançar com uma única regra: seja gentil com você mesma e com o seu corpo! Com uma aula leve e divertida que mistura stiletto, pole dance, twerk e tudo mais que der vontade, ela ensina que nossos corpos são incríveis e contam histórias de nossas vidas. Sabe aquela celulite? Pois é uma lembrança de uma caipirinha com as amigas! Por isso, nossos corpos merecem muito amor e respeito.

Não é por acaso que a Grazi vai ser a primeira a contar a sua história por aqui. A proposta do Vozes Femininas é falar de gente como ela: mulheres que inspiram e que no dia a dia ajudam outras mulheres a viverem melhor e serem felizes por quem são.

Conheci a Grazi em uma aula experimental que ela fez há poucos meses e sou aluna e fã desde então. As aulas fazem pela gente quase um milagre: você entra cansada da semana corrida e sai achando que pode dominar o mundo com uma rebolada estilo Beyoncé! E quer saber? NÓS PODEMOS!

Espero que gostem e sugiram outras mulheres maravilhosas! E Graziela Meyer, gracias pelo depoimento tão lindo!

“Passei a maior parte da minha vida como a maioria das mulheres que eu conheço: achando que tinha algo muito errado com meu corpo. Sentia vergonha, culpa, raiva, medo… e isso causou danos quase irreparáveis à minha auto estima.

Dançando eu entendi o quanto meu corpo é incrível. Não pela aparência, mas pela quantidade de prazer que é capaz de me proporcionar. Movimentando meu corpo ao lado de outras mulheres descobri a sororidade, a força do coletivo, o quanto somos capazes de crescer juntas.

Ao enxergar a beleza nas minhas parceiras, aprendi a enxergá-la em mim. Foi por ter cruzado com mulheres incríveis de idades, lugares e experiências tão diferentes, que descobri o amor por quem eu sou.

Tenho a sorte de conviver com muitas mulheres todos os dias, todas me transformam, todas me fazem maior, todas me ajudam a lembrar do quanto somos maravilhosas.

E carrego essa ideia como uma missão: fazer o que eu puder para que as mulheres que eu conseguir alcançar lembrem-se sempre disso: somos todas maravilhosas.