Discordo bastante.
_erinhoos
1

Obrigado pelo feedback, Eros.

A intenção de um texto com esse tom é justamente o que ele alcançou: gerar opinião divergente.

Concordo com parte da sua crítica, mas para escrever um texto como esse tenho de partir do que parecer ser regra geral e não da exceção (como jovens que ouvem música erudita). Para “englobar todo tipo de jovem” eu precisaria escrever uma obra de, no mínimo, 4 tomos (com 900 páginas cada hehe).

E de maneira alguma acho que o pop-rock é ruim, assim como não acho que música jovem é pop-rock, apenas. É possível, inclusive, encontrar um texto meu elogiando o Pop enquanto gênero (http://empauta.ufpel.edu.br/?p=4367)

Um texto que escrevi há pouco aqui também deixa clara minha posição contra qualquer tipo de preconceito em relação à produção musical.

Ainda assim, entendo suas críticas e vou guardas elas. Fico feliz que tenha lido e agradeço mais uma vez o feedback. Um abraço, _erinhoos!

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.