Questão de honra.

Quando lembramos de momentos, o que será que eles significam? Nossas memórias tem algum significado? Me pergunto sobre isso as vezes. O porquê estou pensando nisso, neste exato momento.

Nossa mente é muito difícil de se entender, mas ela sempre quer nos dizer algo.

Uma coisa que aprendi com a vida é que ela não é retilínea, muito menos plana.
Ela é como se fosse uma serra, a mais difícil do mundo. A cada curva, uma surpresa, as vezes nós somos surpreendidos por coisas boas, outras vezes…nem tanto.

A vida é como se fosse um livro onde cada página que escrevemos não pode ser apagada, mas isso não significa que a história precisa terminar da maneira que o início indicava. Quantas vezes vimos o vilão na verdade ser o bom da história e vice-versa.

Ultimamente venho pensando como juntar essas duas coisas, a serra e um livro.

Na verdade, a vida é feita de combinações, onde tudo pode mudar a qualquer momento. E não devemos encarar isso como uma dificuldade, mas aprender a lidar com isso. Viver com isso.

Esse texto é um pouco diferente de todos os outros que já foram publicados, pois esse eu me coloco no meio. Não dou dicas, não digo o que é legal fazer e não fazer.
Hoje to aqui para errar, acertar, viver e ser. 
Admitir, me orgulhar, sentir e mostrar.

Hoje estamos em 2017. Mas o que poucos sabem é do meu passado. Todos sabem que eu sempre fui uma pessoa muito discreta em relação a minha vida pessoal, é assim continuará sendo, mas uma coisa eu sempre digo a todos.

Sou a mão que nunca estenderam para mim, e pretendo ser sempre que puder. A vida é curta demais para não tentar ser o melhor, o melhor que podemos ser para alguém, seja quem for.

Quando nós nos vemos sozinhos, nos sentimos aflitos, sem uma base. É difícil suportar, mas é necessário. A vida não é fácil, e nunca será. O motivo que eu publico hoje é uma vitória pelo passado.

Uma das coisas que eu sempre prezo é: não se arrependa. Arrependimento não traz nada de volta. Se movimente. Errei, assumi o erro, tentei consertar. Deu certo? Fica o questionamento.

A vida não pode ser apagada toda vez que erros acontecem, mas as páginas podem ser viradas e novos capítulos serem escritos. Novas áreas a serem descobertas.

Posso ter acertado com alguns, errado com outros, mas estamos sempre aprendendo, seja com erros e acertos, mas uma coisa eu queria dizer:

Obrigado por fazer parte disso.

W. R