UX Designers: sentando na cadeira do time de atendimento ao consumidor
Fabricio Teixeira
846

Muito bacana ler isso aqui. Pratico isso desde 2010 exatamente como você descreveu no texto, indo a contact centers, lendo emails, lugares físicos e mais recentemente assumindo chatbots. Realmente não é uma prática muito usada pelos colegas. Mais que identificar problemas ou gargalos, existe uma oportunidade enorme de se criar algo novo simplesmente ouvindo as pessoas.
Parabéns pelo artigo.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.